Tempo
|
A+ / A-

Benfica

António Simões prevê vitória fácil de Rui Costa e avisa que a exigência vem depois

22 set, 2021 - 18:15 • Carlos Dias

"É o grande desafio da carreira de Rui Costa e o grande desafio do futuro do Benfica", afirma a antiga glória encarnada.

A+ / A-

António Simões acredita que as eleições de 9 de outubro ditarão o grande desafio da carreira de dirigente de Rui Costa e do futuro do Benfica.

Em entrevista a Bola Branca, a lenda do clube da Luz analisa o quadro eleitoral e conclui que Rui Costa ganhará sem grande dificuldade. No entanto, avisa que a exigência vem depois, ou seja, assim que o antigo internacional português tomar posse como presidente do Benfica.

"É o grande desafio da carreira do Rui Costa e o grande desafio do futuro do Benfica. A ligação sentimental sempre existiu, mas agora há outra coisa, que é: o que é que se faz deste Benfica? Há muita coisa para fazer. Está toda a gente curiosa para ver qual é que vai ser a equipa do Rui Costa, como é que as coisas vão ser feitas, etc. Desejo que as coisas corram bem, como é óbvio. Eu sou desse Benfica", assinala.

António Simões mostra-se curioso quanto às opções de Rui Costa para honrar o "voto de confiança" que, acredita, receberá nas urnas: "Após as eleições é que o desafio vai ser posto à capacidade do Rui Costa."

"O que é que o Rui Costa vai fazer com elementos que estão conotados com coisas desagradáveis do SL Benfica? É aqui que se pede prudência, por um lado, mas determinação, por outro. Ou seja, 'o que é que eu tenho de fazer? O que é que eu sou capaz de fazer?' Os benfiquistas gostam de gente que é do clube à frente dos destinos e das responsabilidades do Benfica. Essa é que é a grande curiosidade, saber como é que isto vai correr. Os resultados vão ajudar, com certeza, mas há um outro futuro que não é apenas desportivo e é por esse que grande parte da massa associativa do Benfica está expectante", explica o antigo avançado.

Não haverá terceiro candidato


A grande interrogação passa por perceber se Rui Costa tem capacidade para encontrar e gerir uma equipa de trabalho com qualidade:

"Essa é a grande interrogação: tem ou não tem? Tirou partido da experiência que teve no estrangeiro? E depende também da escolha. Ele tem direito à escolha. Tem direito a designar quais as pessoas que ele quer. Embora o sistema em Portugal seja presidencialista, cada vez mais há um grupo de trabalho com as várias vertentes que o futebol exige. Será que Rui Costa é capaz de escolher bem? Sozinho não vai conseguir."

Para António Simões, pelo pouco tempo entre a data da marcação das eleições e o próprio sufrágio, não vão surgir mais candidatos do que os já anunciados Rui Costa e Francisco Benítez: "Já não há tempo."

"Há uma coisa que temos a certeza: Rui Costa vai ganhar. Há uma outra coisa que temos a incerteza: como é que as coisas vão correr?", indaga.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+