Tempo
|
A+ / A-

Eleições antecipadas

Movimento "Benfica bem maior" define candidato no domingo

14 jul, 2021 - 12:45

Paula Pinho revela a Bola Branca que o movimento terá um candidato à presidência. A antiga dirigente do clube da Luz coloca de parte os nomes de Braz Frade e Diogo da Silveira.

A+ / A-

Um dos movimentos alternativos no Benfica vai escolher, no domingo, um candidato às eleições antecipadas do clube da Luz.

Após a decisão saída da reunião de terça-feira dos órgãos sociais, Paula Pinho, que esteve ao lado de Luís Filipe Vieira e Manuel Vilarinho no Conselho fiscal e na vice-presidência da Assembleia Geral, e que faz parte do movimento "Benfica Bem Maior", anuncia, em Bola Branca, a intenção do grupo de apresentar um rosto nos próximos dias para ir a votos.

"Vamos ter uma reunião no próximo domingo, ao fim do dia. Será para clarificar algumas situações e entender o momento atual do Benfica e prepararmos as coisas, a partir daí. Pode sair um rosto para liderar o movimento e encabeçar uma lista candidata às eleições, sim. O movimento 'Benfica bem maior' quer resolver a situação em breve para apresentar a sua candidatura à presidência do Benfica", revela.

Líder agregador pretende-se


Braz Frade, também ex-dirigente, e Diogo Silveira, atual presidente da GALP, igualmente ligados ao movimento "Benfica Bem Maior”, foram apontados como hipóteses, mas não irão encabeçar qualquer lista.

Paula Pinho detalha, à Renascença, o perfil do nome presidenciável.

"O João Miguel Braz Frade tem sido o porta-voz do movimento mas não entende que deve ser o nosso candidato. Mas já há soluções previstas para esse efeito. Diogo da Silveira? Não. Acho que o cargo de presidente do benfica tem de ser bem ponderado e ser uma pessoa agregadora das tendências que existem", acrescenta.

Rui Costa tem de ser sufragado


Ainda não há data para as eleições, mas a antiga dirigente considera que Rui Costa, o presidente em exercício, após a suspensão de Luís Filipe Vieira, não pode escapar ao sufrágio, caso queira continuar em funções.

"O plenário de órgãos sociais fez o que os estatutos indicam e eu acho que o Rui Costa, se quer ser candidato a presidente, tem de ser sufragado. Quanto aos restantes órgãos sociais, não quero falar em limpeza geral, mas também têm que ir a votos", conclui Paula Pinho.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+