Tempo
|
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
A+ / A-

Bruno Costa Carvalho: “Vieira tem de sair do Benfica”

07 jul, 2021 - 18:40 • Pedro Castro Alves

Antigo candidato às eleições do Benfica pede eleições antecipadas, por considerar que Luís Filipe Vieira não tem condições para continuar como presidente do clube.

A+ / A-

Bruno Costa Carvalho, candidato derrotado nas eleições do Benfica em 2010, afirma que o clube “não pode ter um presidente que foi detido”, defendendo por isso que Luís Filipe Vieira deve “sair do Benfica”.

“[Vieira] tem toda a legitimidade e direito em defender-se em sede própria e tomar as ações que achar convenientes, outra coisa é ele ter condições para continuar a ser presidente do Benfica. Isso não tem”, diz, em Bola Branca.

Costa Carvalho apresentou uma lista às últimas eleições encarnadas, em 2020, mas desistiu antes do ato eleitoral. Agora, aponta “convocar novas eleições” como a solução para a detenção do presidente do Benfica.

“A única solução neste momento é Luís Filipe Vieira defender-se como entender, mas sair do Benfica. Demitir-se”, sublinha Costa Carvalho.

Bruno Costa Carvalho acrescenta que deve “demitir-se toda a direção”, uma vez que “as direções de um clube como o Benfica são em redor da figura do presidente da direção, por isso toda a direção perde legitimidade para continuar e temos de convocar novas eleições”.

“Sei que isto prejudica muito o clube, mas não há outra maneira de sairmos desta situação”, diz.

O antigo candidato afirma ainda que esta detenção é “péssima para a imagem do clube” e que, por isso, é fundamental “separar as águas já”.

Saiba Mais
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+