Tempo
|

Desafio do líder Pepe é que os companheiros "comprem a ideia" do que é o FC Porto

02 dez, 2020 - 12:45 • Sílvio Vieira

O internacional português fala sobre liderança na Web Summit 2020 e explica o contributo que tecnologia aplicada ao desporto de alto nível tem na sua longevidade. Pepe renovou pelo Porto e admite continuar a jogar para lá dos 40 anos.

A+ / A-
WebSummit. Pepe revela que o segredo da sua longevidade "é a busca da perfeição"
WebSummit. Pepe revela que o segredo da sua longevidade "é a busca da perfeição"

Pepe lidera pelo exemplo e o seu objetivo final, como capitão, é vender uma ideia que promova unidade.

Convidado da Web Summit 2020 para falar sobre liderança, o central recordou a "dobradinha" conquistada pelo FC Porto, na época passada, e o título de campeão europeu, alcançado em Paris em 2016, como exemplos de situações em que "a união faz a força". O seu esforço passa por ter todo o balneário sintonizado na mesma ideia.

"O verdadeiro desafio do capitão é tentar que os seus companheiros 'comprem a ideia' do que é o clube, do que é a mentalidade do treinador. É a ligação mais próxima ao querer ganhar. Fazer com que 25 jogadores tenham o objetivo de ganhar sempre e ajudar os que estão dentro de campo, manter todos motivados é o grande desafio do capitão", afirma.

A ligação a Sérgio Conceição

Sérgio Conceição elegeu "união" como uma das palavras-chave na conquista do título de campeão nacional na época passada. Pepe concorda com o seu treinador, em quem encontrou um reflexo do seu pensamento, na defesa do "trabalho, do rigor, da paixão e da dedicação" como conceitos fundamentais para o sucesso.

"O Sérgio é um exemplo e compartilho muito das suas ideias", declara e aproveita para recordar como, na última época, foi possível recuperar a desvantagem que o Porto tinha para o Benfica, após o período de confinamento, em que a competição parou, devido à Covid-19.

"Mesmo confinados, fazíamos videoconferências e cada um dava a sua opinião e era bem aceite. Isso fez com que tivéssemos outra visão do futebol naquele momento. As circunstâncias faziam com que houvesse mais companheirismo e nos superássemos, ainda por cima sem adeptos. Além disso, houve aquilo que o treinador nos passou, até porque os exercícios com o nosso 'mister' não são fáceis", lembra Pepe.

Jogar para lá dos 40

O central, de 37 anos, renovou contrato com o FC Porto, recentemente, até 2023, prolongando, pelo menos por mais duas épocas, uma carreira de quase duas décadas ao mais alto nível.

Pinto da Costa já disse esperar que este não seja o último contrato que Pepe assina pelo clube. E o jogador, com um sorriso, admite que poderá continuar para lá dos 40 anos.

O segredo da sua longevidade, revela, "é a busca da perfeição" em tudo o que faz e a tecnologia aplicada ao desporto de alta competição é um dos maiores suportes nessa procura.

"Procurei sempre onde poderia melhorar depois de um jogo, a nível de recuperação para o jogo seguinte. Lembro-me de estar com o Cristiano [Ronaldo] no Real Madrid e chegávamos às duas da manhã e íamos fazer água fria. Hoje são as máquinas de frio que ajudam na recuperação", recorda o central do FC Porto que viveu um "fase de transição tecnológica" também no futebol.

Nesta sua presença na Web Summit, uma das maiores conferências de tecnologia, inovação e empreendedorismo do mundo, Pepe explica que acabou por ter "sorte por ter trabalhado com pessoas inovadoras".

Pepe chegou a Portugal em 2001 para jogar no Marítimo. Depois de três épocas na Madeira, transferiu-se para o FC Porto, onde também ficou três temporadas. Seguiram-se 10 anos no Real Madrid e mais 15 meses no Besiktas, da Turquia, até regressar ao Dragão, em janeiro de 2019.

Internacional por Portugal, o central é capitão do FC Porto e um dos líderes da seleção campeã da Europa. Conquistou o título em Paris e também fez parte da conquista da Liga das Nações. Três vezes campeão nacional, pelos dragões, venceu, ainda duas Taças de Portugal e uma Supertaça.

Pelo Real Madrid, venceu três edições da Liga dos Campeões, dois Campeonatos do Mundo de Clubes, uma Supertaça Europeia e foi três vezes campeão espanhol. Ganhou, ainda, duas Taças do Rei e duas Supertaças de Espanha.

Saiba Mais
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+