Siga-nos no Whatsapp

Europeu

Euro 2024. Os 37 recordes que Ronaldo pode bater ou igualar

18 jun, 2024 - 12:45 • Diogo Camilo

O capitão da seleção portuguesa já é o único a participar em seis edições do Campeonato Europeu. A cada minuto que estiver em campo ou golo que marcar, engrossa a lista de recordes.

A+ / A-

Este é um Europeu para vencer, mas também um Europeu para voltar a fazer história. Antes de pisar os relvados da Alemanha, Cristiano Ronaldo já bateu um recorde: é o jogador com mais participações em Campeonatos Europeus, com seis convocatórias. O recorde já lhe pertencia, com cinco edições alcançadas no Euro 2020, mas partilhava-o com Iker Casillas, que acabou por nem jogar em duas delas.

Se jogar, Ronaldo torna-se no único a atar as chuteiras em seis fases finais. Até agora, ninguém além dele jogou cinco e só dois jogadores podem jogar o seu quinto Euro nesta competição de 2024: Luka Modric e Pepe, que jogaram em 2008, 2012, 2016 e 2020.

O capitão português repete ainda a façanha de Lothar Matthaus, tornando-se o segundo a jogar em Europeus separados por 20 anos. Campeão em 1980, o alemão jogou o seu quarto e último Euro em 2000.

Esta terça-feira, o dia 18 de junho em que Portugal se estreia neste Euro 2024 frente à República Checa em Leipzig, Ronaldo terá 39 anos e 161 dias. Se entrar em campo, tornar-se-á no jogador mais velho a capitanear uma equipa num Campeonato da Europa.

Sobre as partidas, Ronaldo é já o recordista em jogos, vitórias e minutos, por isso, a cada minuto, jogo ou vitória, são mais três recordes que engordam. Com 25 participações, tem mais seis jogos que os segundos nesta lista - dois portugueses, por sinal, Pepe e João Moutinho.

No que diz respeito a minutos, Ronaldo tem 2.154 em fases finais e o segundo é Pepe, com menos 300 minutos - qualquer coisa como 3 jogos.

A lista de recordes agiganta-se se começarmos a falar de golos.

A cada golo que Ronaldo marcar, estará a cimentar os seus recordes como o melhor marcador por Portugal (tem 130 neste momento), o melhor marcador em jogos internacionais e o melhor marcador em fases finais de Europeus.

Entre o Euro 2004 e o Euro 2020, Ronaldo fez o gosto ao pé pelo menos uma vez em todas as competições e conta com 14 golos. O segundo melhor marcador é Michel Platini, com nove tentos numa só edição, em 1984.

Contando apenas jogadores ativos, Antoine Griezmann é o que está mais perto de ameaçar o seu recorde e tem metade do português: sete golos em 11 jogos, divididos pelas participações no Euro2016 e no Euro 2020.

O capitão da seleção portuguesa é quem tem mais jogos com golos em fases finais, mais jogos com pelo menos dois golos e mais edições com pelo menos um, dois e três golos. Se marcar neste Euro dois ou três golos num jogo, são mais cinco recordes quebrados.

Se juntarmos a estes os jogos de qualificação para o Europeu, que Ronaldo também lidera em jogos e golos, são mais dois recordes que poderão engordar caso CR7 pise o campo ou marque um golo.

Ronaldo é ainda o recordista dos golos de penalti - três - e basta marcar um golo neste Europeu para se tornar o mais velho goleador, um recorde que pertence ao austríaco Ivica Vastic, que com 38 anos e 257 dias marcou à Polónia em 2008.

Se chegar à final, Ronaldo torna-se no primeiro jogador a jogar em partidas decisivas do Euro de três edições e iguala as três medalhas de Rainer Bonhof, que venceu com a Alemanha em 1972 e 1980 e foi finalista em 1976.

Se jogar, será o mais velho a participar numa final do Euro, superando o alemão Jens Lehmann, em 2008, frente à Espanha. Isto, se Pepe não jogar, claro. E, sendo capitão, seria também o capitão mais velho a disputar uma final.

Se vencer, Cristiano Ronaldo entra na lista restrita dos jogadores que venceram o Euro por duas vezes, tal como mais três jogadores do plantel português que estiveram no Euro2016: Pepe, Rui Patrício e Danilo Pereira.

E se jogar e Pepe não, será o mais velho a vencer o Euro em campo, superando Arnold Muhren, quando os Países Baixos venceram a União Soviética em 1988.

Se marcar na final do Olympiastadion, em Berlim, a 14 de julho, Ronaldo faz mais um recorde: o do mais velho a marcar no último jogo do Euro, que pertence a Leonardo Bonucci, com 34 anos e 71 dias. Se marcar três, quebra dois de uma vez: o do primeiro a fazer um hat-trick numa final e do mais velho a fazer hat-trick na fase final de um Euro, que pertence a Michel Platini, quando tinha a tenra idade de 28 anos.

E se Ronaldo acabar a competição como o melhor marcador da competição, quebra mais dois recordes que já eram seus: o do mais velho goleador da prova, que tinha alcançado em 2020 com cinco golos, e o primeiro a tornar-se melhor goleador em três edições do Euro - já tinha sido em 2012 e 2020.

No caso de Ronaldo se querer transcender, há ainda quatro recordes difíceis de quebrar: o de mais golos numa só edição, que pertence a Platini, com nove golos em 1984, o do golo mais rápido num jogo (que foi batido já no decorrer deste Europeu) e do mais rápido hat-trick, que pertence também a Platini.

Se marcar quatro golos num só jogo, é mais um recorde - nunca ninguém o fez numa fase final.

A estes recordes todos, juntam-se mais curiosidades: das 23 seleções que se juntam a Portugal neste Euro, Ronaldo só não jogou contra três - Geórgia, que defronta na fase de grupos, Roménia e Escócia - e só não marcou a nove - além das três anteriores, falta-lhe no currículo Itália, Inglaterra, Áustria, Eslovénia, Albânia e Turquia, que também está no Grupo F com Portugal.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+