Tempo
|
Euranet
Visto de Fora
Uma jornalista espanhola e um jornalista francês a viver em Portugal comentam, semanalmente, o país, os portugueses e a Europa. Sexta às 10h20.
A+ / A-
Arquivo
Visto de Fora - O país visto por dois jornalistas estrangeiros a viver em Portugal - 23/11/2018
Visto de Fora - O país visto por dois jornalistas estrangeiros a viver em Portugal - 23/11/2018

Visto de Fora

Tragédia de Borba aconteceu por "falha" e "desinteresse" do Estado

23 nov, 2018 • Miguel Coelho


Olivier Bonamici e Begoña Iñiguez olham para a tragédia de Borba que marcou a última semana em Portugal e para outros temas da actualidade.

A derrocada em Borba mostra incúria e desinvestimento por parte dos poderes públicos, na opinião dos comentadores do "Visto de Fora". Olivier Bonamici e Begoña Iñiguez olham para a tragédia que marcou a última semana em Portugal e para outros temas da actualidade. "Todas as pessoas com quem falei diziam que estava em mau estado e aquilo continuava aberto", refere Begoña, considerando que a tragédia é um reflexo do "desinteresse do Estado". Já Olivier Bonamici considera que "é uma falha do Estado", resultdo do "desinvestimento nos serviços públicos básicos".

No plano europeu, a poucos dias de uma cimeira europeia decisiva para o Brexit, Olivier e Begoña comentam a ameaça de bloqueio espanhol por causa de Gibraltar. Begoña explica que Espanha quer continuar a falar diretamente com o Reino Unido sobre este assunto, mas o Reino Unido quer passar a falar com a União Europeia.

O protesto dos “coletes amarelos” em França é outro dos assuntos desta edição do "Visto de Fora". Bonamici considera que este movimento "é uma derrota de Macron e dos sindicatos".

Os dois correspondentes falaram ainda sobre a proposta de organização conjunta de um Mundial de futebol entre Portugal, Espanha e Marrocos, bem como sobre o que valem afinal as 31 estrelas Michelin atribuídas esta semana a restaurante portugueses.

E saberão os nossos comentadores o que significa “pregar uma peta”?: É o desafio desta semana do Índice de Tugalidade

Este conteúdo é feito no âmbito da parceria Renascença/Euranet Plus – Rede Europeia de Rádios. Veja todos os conteúdos Renascença/Euranet Plus

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • andré
    26 nov, 2018 Portugal 13:47
    Estado incompetente. O que fazer? mais incompetência, ou demitir incompetentes?