Tempo
|
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Euranet
Visto de Bruxelas
Semanalmente, um olhar sobre a atualidade europeia. Quinta às 13h.
A+ / A-
Arquivo
Visto de Bruxelas (22/10/2021)

VISTO DE BRUXELAS

Cimeira dominada pelo tema Energia

22 out, 2021 • Vasco Gandra


Os problemas com que a UE se tem debatido para se tirnar autónoma do ponto de vista anergético e as formas de atenuar o peso dos preços em escalada junto do consumidor dominaram a Cimeira Europeia.

A questão dos preços da energia dominou a cimeira mas não houve (grandes) decisões a nível europeu. Os líderes centraram o debate na "caixa de ferramentas" que a Comissão propôs. Uma combinação de medidas nacionais que os Estados-membros podem tomar já, individualmente. Essas medidas passam por exemplo por atribuir "vouchers" para aliviar a fatura da luz das famílias vulneráveis ou baixar de forma cirúrgica certos impostos.

No longo prazo, a Comissão poderá estudar outras opções como a compra conjunta de gás para constituir reservas que permitam à UE enfrentar crises energéticas.

Os 27 estão assim algo divididos entre os países mais afetados pelos preços da energia e que pretendem uma resposta robusta da UE e os que consideram que o problema é passageiro - por uns meses - e que não querem uma intervenção.

Os 27 também discutiram a situação do Estado de Direito na Polónia e o problema da independência da justiça no país. Para já, o objetivo é manter a linha do diálogo político como forma de resolver o braço de ferro Bruxelas-Varsóvia.

Este conteúdo é feito no âmbito da parceria Renascença/Euranet Plus – Rede Europeia de Rádios. Veja todos os conteúdos Renascença/Euranet Plus

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.