Siga-nos no Whatsapp
Ribeiro Cristovão
Opinião de Ribeiro Cristovão
A+ / A-

Candidatura reforçada

20 jun, 2024 • Opinião de Ribeiro Cristovão


Já altamente dissecado em vários quadrantes, o jogo com os checos assumiu uma extraordinária importância pelos aspetos que dele decorrem, tanto os positivos como negativos.

Com a vitória difícil, obtida em circunstâncias muito especiais, sobre a República Checa, a selecção portuguesa deu um passo importante para atingir a fase a eliminar do Campeonato da Europa, o que representa, para já, o seu principal objectivo.

Já altamente dissecado em vários quadrantes, o jogo com os checos assumiu uma extraordinária importância pelos aspectos que dele decorrem, tanto os positivos como negativos. No entanto, ficou como nota maior o ter sido possível chegar à vitória, obtida em circunstâncias imprevistas, e da qual se podem retirar ilações muito úteis para os desafios futuros.

No centro do furacão tem estado o seleccionador Roberto Martinez, com debate sério entre aqueles que estão a favor das opções de toda a ordem tomadas pelo seleccionador, e outros perfeitamente em desacordo com as ideias de Martinez as quais ficaram à vista em face do onze com que iniciou o jogo de Leipzig, bem como o modelo de jogo que decidiu seguir.

Antes, os conceitos acerca do desempenho do responsável espanhol eram de uma forma geral bastante positivos. A selecção de Portugal havia cumprido a campanha de apuramento de forma imaculada, vencendo os dez jogos do calendário, onde teve como adversários a Eslováquia, o Luxemburgo, Bósnia-Herzegovina, Islândia e Liechtenstein, marcando então 36 golos e sofrendo apenas dois.

Depois, na fase de preparação, duas derrotas contra a Eslovénia e a Croácia, lançaram algumas sombras, mas ainda assim insuficientes para travar o optimismo que já tinha tomado conta dos adeptos portugueses.

Agora, no pós Portugal-Chéquia, e com a vitória muito sofrida que obtivemos, o panorama alterou-se, sendo mais razoável e consentâneo com a realidade, utilizar o velho princípio do futebol, segundo o qual se deve pensar apenas jogo-a-jogo.

É isso que se projecta em relação ao embate com a Turquia, sobre o qual iremos refletir nos dois dias que nos separam desse jogo.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.