Siga-nos no Whatsapp
Ribeiro Cristovão
Opinião de Ribeiro Cristovão
A+ / A-

Um selecionador avisado

05 jun, 2024 • Opinião de Ribeiro Cristovão


No capítulo defensivo ficaram à vista erros que é urgente corrigir.

O seleccionador português Roberto Martinez disse ontem à noite em Alvalade, após o jogo entre as selecções de Portugal e da Finlândia, que não gosta da palavra favoritos, acrescentando que num Campeonato da Europa não há favoritos, tantas são as selecções que partem para a competição em claro pé de igualdade.

Para o seleccionador espanhol o desafio de ontem em Alvalade provou no entanto que a equipa está mais forte e no bom caminho para tudo fazer rumo aos seus objectivos.

É verdade que o resultado frente à selecção nórdica satisfez plenamente, apenas com um senão: no capítulo defensivo ficaram à vista erros que é urgente corrigir, tendo sido também visível a necessidade de alguns jogadores convocados melhorem muito a sua produção até ao começo do Europeu.

Em particular destaque esteve, ao longo dos noventa minutos, Francisco Conceição com duas assistências primorosas e intervenções directas no jogo que deixaram algumas dúvidas quanto à sua efectiva participação no onze efectivo nacional. Ou seja, se o jovem jogador portista ainda não é um titular indiscutível, a verdade é que está muito próximo de atingir esse patamar, se continuar a protagonizar exibições como a de ontem à noite.

Também Bruno Fernandes confirmou a qualidade de que tem deixado mostras nos últimos anos, não apenas porque foi o autor de dois dos quatro golos obtidos, mas igualmente pela sua interferência na profundidade de que a selecção deu mostras em determinados períodos.

Ficou patente que a selecção finlandesa, apesar de frágil e sem nomes fortes no contexto internacional, não deixou de aproveitar algumas das oportunidades que a defensiva portuguesa lhe proporcionou. Sem Pepe, que se prevê recupere nos dias que se seguem, tivemos um sector onde António Silva revelou algumas dificuldades e fragilidades.

O adversário que segue, a Croácia, no estádio nacional, no próximo sábado a partir das 17,45 horas, apresenta-se-nos diferente e mais difícil nesta caminhada que a selecção continua a fazer até chegar ao primeiro desafio a sério em Leipzig, na Alemanha, no próximo dia 18 de Junho, a partir das 20 horas.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.