Tempo
|
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Ribeiro Cristovão
Opinião de Ribeiro Cristovão
A+ / A-

O rugido do leão

08 set, 2022 • Opinião de Ribeiro Cristovão


O Sporting venceu, o Futebol Clube do Porto esteve à beira de o conseguir e pode mesmo queixar-se da sorte madrasta que lhe virou as costas quando o jogo com os colchoneros estava mesmo à beira do fim.

Aguardavam-se dificuldades de tomo na ronda europeia de ontem à noite na Liga dos Campeões Europeus.

Dissémo-lo ontem nestas páginas e repetimo-lo hoje depois da jornada dupla que se viveu em Franckfurt e em Madrid, apesar dos resultados diferentes que se registaram.

O Sporting venceu, o Futebol Clube do Porto esteve à beira de o conseguir e pode mesmo queixar-se da sorte madrasta que lhe virou as costas quando o jogo com os colchoneros estava mesmo à beira do fim.

Mas comecemos pelo Sporting e pelo sucesso que foi capaz de alcançar em terras germânicas onde, até ontem, registava um balanço tremendamente negativo. Depois de ter perdido por treze vezes e empatado apenas uma, os leões regressaram a Lisboa com uma vitória preciosa, a primeira, indiscutível e obtida por força do mérito da estratégia delineada pelo seu treinador a que se juntou a qualidade com que os seus jogadores tiveram capacidade para desempenhar.

Depois de uma primeira parte em que a equipa leonina conseguiu arrefecer o jogo, sem dar oportunidades ao adversário, saiu para uma segunda parte diferente, mais virada para o meio campo contrário, criando oportunidades, três das quais resultaram em golo.

Poderá ter sido o início de um novo ciclo, depois do mau começo no campeonato interno, ao que os leões desejarão agora dar um rumo diferente. No sábado se verá frente ao Portimonense em Alvalade ,e três dias depois, de novo no seu reduto, defrontando o Tottenham num jogo que passou ser visto agora de forma diferente.

No outro jogo da noite, em Madrid, o Futebol Clube do Porto acabou por perder frente ao Atlético quando até o empate seria injusto no dizer de Sérgio Conceição, afirmação com a qual estamos perfeitamente de acordo.

Longe de ser o papão de outros tempos, a formação colchonera revelou uma enorme fragilidade perante o campeão português, que dominou o jogo à vontade.

Na próxima semana teremos nova jornada da Champions, com o Benfica a jogar na terça-feira em Turim contra a Juventus e, no dia seguinte, com o Sporting a receber o Tottenham e os portistas a defrontar o Brugge.

Mais emoções para as quais teremos de nos preparar.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.