Tempo
|
Ribeiro Cristovão
Opinião de Ribeiro Cristovão
A+ / A-

Será que temos um novo Benfica?

18 jul, 2022 • Opinião de Ribeiro Cristovão


Não sendo caso para, tão cedo, embandeirar em arco, pode no entanto concluir-se que o caminho a percorrer poderá não ter tantos escolhos quanto os anteriores.

Depois de ter vencido o Reading por 2-0 e o Nice por 3-0, o Benfica, ainda em fase inicial da sua preparação, teve ontem pela frente no estádio do Algarve, o Fulham, recém-regressado à Premier League, tendo averbado novo triunfo, desta feita por 5-1.

Exibições e, sobretudo, resultados, trazem os adeptos do emblema da águia envoltos em grande euforia ante a perspectiva de este ano, finalmente, tudo será diferente das três temporadas anteriores, em que o clube encarnado não logrou conseguir acesso a qualquer título ou troféu.

Não sendo caso para, tão cedo, embandeirar em arco, pode no entanto concluir-se que o caminho a percorrer poderá não ter tantos escolhos quanto os anteriores.

Bons reforços e, particularmente, um novo técnico, com conceitos e mentalidade diferente, poderá vir a constituir um forte contributo para que o Benfica volte a ser candidato à conquista de provas que constituem o calendário nacional e internacional que se segue.

Ontem, no estádio Municipal do Algarve, os encarnados voltaram a realizar uma boa exibição, sobretudo na primeira parte do desafio.

Claro que convirá ter em conta o facto de os londrinos do Fulham terem subido de divisão na temporada anterior pela mão do treinador português Marco Silva, e estarem ainda á procura da melhor estabilidade que os levem a realizar uma boa caminhada na divisão tão forte como é a Premier League.

Por outro lado, a “cara nova” do Benfica promete qualidade e competitividade.

Resta saber quais os jogadores que vão ser excluídos do lote actual, sabendo-se que Roger Schmidt continua a reunir todos os dados para poder chegar a conclusões coincidentes com a valia dos jogadores agora em apreciação.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.