Tempo
|
Ribeiro Cristovão
Opinião de Ribeiro Cristovão
A+ / A-

A dança dos treinadores

29 jun, 2022 • Opinião de Ribeiro Cristovão


Enquanto o Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol continua a debitar, a conta-gotas, castigos da mais diversa ordem, a preparação da próxima temporada prossegue em todos os clubes, uns com maiores dificuldades do que outros, o que não surpreende.

Soube-se agora que Otávio, do FCPorto, e Tabata, do Sporting Clube de Portugal, começam a época cumprindo um jogo de suspensão, ainda em consequência dos acontecimentos registados no clássico que no dia 11 de Fevereiro terminou com um empate no estádio do Dragão.

O jogador portista não poderá assim atuar na Super-Taça, no desafio que a sua equipa vai disputar em Aveiro no dia 30 de julho próximo defrontando o Tondela, enquanto o defesa leonino falhará a primeira jornada do campeonato, cujo sorteio irá ter lugar nos primeiros dias de julho.

Mas, claro, o “caderno de encargos” do Conselho de Disciplina contempla ainda outros agentes, sendo de destacar o castigo aplicado ao Boavista, que terá de cumprir um jogo de suspensão do seu estádio, a que se juntam dois jogos à porta fechada, já anteriormente decididos.

Falemos entretanto de treinadores, e das (poucas) mudanças que vão ter lugar em clubes da primeira Liga. Antigamente, este era sempre um tema escaldante e aliciante de todos os defesos, pelas dúvidas que suscitavam e pela dança de cadeiras que justificava sempre enorme expectativa.

Para já, a nota mais saliente vem do Benfica que após treze anos consecutivos com treinadores portugueses ao seu serviço, decidiu mudar a agulha e contratar um alemão, Roger Schimdt, cujo currículo não faz abrir a boca de espanto.

Depois, mudanças também no Sporting de Braga, onde começa Artur Jorge, um homem da casa, e Gil Vicente e a possibilidade de poder contar com Ivo Vieira, uma vez que Ricardo Soares decidiu aceitar um excelente convite dos egípcios do Al-Ahly.

Ainda que estejamos a mais de um mês do início do campeonato, e porque todas as equipas estão já a preparar-se, é de acreditar que a música tenha parado por aqui e que a (escassa) dança dos treinadores tenha chegado ao fim.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.