Tempo
|
Ribeiro Cristovão
Opinião de Ribeiro Cristovão
A+ / A-

​Ganhar à Espanha? Fica para a próxima

03 jun, 2022 • Opinião de Ribeiro Cristovão


Em Sevilha, no estádio Benito Villamarin, as seleções ibéricas ficaram-se por um empate.

A oportunidade de ganhar à Espanha em território espanhol ficou adiada para uma próxima oportunidade, como adiada fica também a possibilidade de começar desde já a assegurar o primeiro lugar do grupo a que pertencem Portugal e a Espanha. Tendo ganho à Suíça, a seleção da República Checa é, por agora, a que segue na frente.

Em Sevilha, no estádio Benito Villamarin, as seleções ibéricas ficaram-se por um empate.

Na primeira parte do jogo, ‘nuestros hermanos’ foram superiores, apresentando a equipa mais consistente e com maior capacidade de chegar ao golo. Fê-lo aos 25 minutos através de uma excelente conclusão de Morata, e o seu onze revelou-se sempre mais ofensivo.

No segundo tempo Portugal melhorou bastante o seu rendimento, equilibrou o jogo e até conseguiu chegar ao empate aos 82 minutos, mercê de uma boa conclusão de Ricardo Horta dando seguimento a excelente jogada de Cancelo, num flanco onde nenhum defesa espanhol foi capaz de travar a sua marcha.

Sem ter sido um jogo espetacular acabou por ser agradável este embate na capital da Andaluzia, mesmo tendo em conta que a temporada já terminou, com os jogadores na sua grande maioria no limite das suas capacidades físicas.

Veem a seguir os desafios com a República e a Suíça, que Portugal tem a obrigação de ganhar, com o objetivo de chegar a setembro em condições de poder disputar coma Espanha o primeiro lugar do seu grupo, e mercê disso chegar às meias-finais da Liga das Nações.

Como notas importantes as várias mudanças que o selecionador nacional resolveu introduzir no onze inicial.

Cristiano Ronaldo ficou de fora, Rui Patrício também, parecendo assim estarmos no dealbar de um novo tempo de grandes mudanças no futebol português. Aguardemos…

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.