Tempo
|
Ribeiro Cristovão
Opinião de Ribeiro Cristovão
A+ / A-

​Final da Taça: desta vez há favorito

20 mai, 2022 • Opinião de Ribeiro Cristovão


Milhares de portistas vindos de todas as partes do país não deixarão de colorir o Vale do Jamor de azul e branco, convencidos de que a força está do seu lado, e conquistar a Taça de Portugal será apenas uma questão de minutos.

Por hábito, e até por princípio, instalou-se no futebol a ideia de que em relação a qualquer jogo não há vencedores antecipados.

Muitas vezes têm sido avançados prognósticos que acabam por cair pela base, desfazendo-se assim ideias segundo a qual cabe sempre ao mais forte decidir a sorte final do jogo.

Razão tinha aquele antigo capitão do Futebol Clube do Porto, João Pinto, quando um dia, ao entrar no relvado do estádio do Restelo, fez um aviso muito sensato ao repórter que se lhe dirigia: “prognósticos? Só no fim…”

Desta vez, perante a próxima final da Taça de Portugal, em que vão ser protagonistas o Futebol Clube do Porto e o Clube Desportivo de Tondela, a esmagadora maioria acredita que os dragões não vão deixar escapar a possibilidade de conquistar a sempre desejada dobradinha.

Apoiado fortemente pela sua claque, conhecida como “febre amarela”, e por imensos adeptos beirões, o Tondela não deixará de ser acompanhado naquela que é, todos os anos, a maior e a mais bonita festa do futebol português.

O “maior das beiras” terá no entanto pela frente um adversário que entra em campo com o rótulo de grande favorito.

Milhares de portistas vindos de todas as partes do país não deixarão de colorir o Vale do Jamor de azul e branco, convencidos de que a força está do seu lado, e conquistar a Taça de Portugal será apenas uma questão de minutos.

Independentemente do que venha acontecer o voto que se repete sempre é que tenhamos uma final bonita e uma festa a condizer, sem incidentes de qualquer espécie e com uma boa e fácil arbitragem de Rui Costa.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.