Tempo
|
Henrique Raposo n´As Três da Manhã
Quartas-feiras, às 9h20, n'As Três da Manhã
A+ / A-
Arquivo
Sporting Campeão em tempo de pandemia - Henrique Raposo
Sporting Campeão em tempo de pandemia - Henrique Raposo

​Henrique Raposo

Festejos do Sporting. “Governo morreu no que à pandemia diz respeito”

12 mai, 2021


Comentador da Renascença analisa o que aconteceu em Lisboa depois do Sporting se ter sagrado campeão nacional de futebol.

O comentador da Renascença diz que o "Governo morreu no que à pandemia diz respeito", depois do que aconteceu, sobretudo em Lisboa, nos festejos dos sportinguistas após a conquista do campeonato.

No espaço de opinião do programa de "As Três da Manhã", Henrique Raposo considera que, "pelo menos, Eduardo Cabrita tem que finalmente sair da Administração Interna", considerando que o tempo de pandemia não permitiria aquele tipo de comportamentos.

Defende que o estádio de Alvalade devia ter sido aberto para albergar metade da lotação (20 mil pessoas).

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Ivo Pestana
    12 mai, 2021 Madeira 20:16
    Mas o Sr. Henrique pensa que é facil conter e controlar multidões? Com pandemia ou sem ela, as multidões não pensam e só as controlamos com a força. Esta gera violência, logo este tema não deve ser tratado com ligeireza e sem conhecimento em policiamento. Desde os políticos, jornalistas, comentadores e anónimos, é uma camada de asneiras e incorreções. Pensem bem antes de falarem e a Covid-19 não pode fechar tudo, nem ordenar tudo. Estamos a cair num exagero doentio no que diz respeito ao combate a esta pandemia. Se fosse do Sporting também ía para a rua. E vou ficar por aqui...