Siga-nos no Whatsapp
Explicador Renascença
As respostas às questões que importam sobre os temas que nos importam.
A+ / A-
Arquivo
Nunca houve tanta gente a viver em Portugal?

​Explicador Renascença

Nunca houve tanta gente a viver em Portugal?

18 jun, 2024 • Anabela Góis


Dados do Instituto Nacional de Estatística (INE) estimam o número de residentes em Portugal, no final do ano passado, em 10 milhões 639 mil 726.

Nunca houve tanta gente a viver em Portugal, mas a população está mais envelhecida. São dados do Instituto Nacional de Estatística (INE) em destaque no Explicador desta terça-feira.

O que dizem os números do INE?

Estimam o número de residentes em Portugal no final do ano passado em 10 milhões 639 mil 726. São mais 123.105 do que em 2022, o que corresponde a uma taxa de crescimento efetivo de 1,16%.

É o quinto ano consecutivo que a população em Portugal aumenta, um acréscimo que fica a dever-se, em grande medida, aos imigrantes que quase duplicaram nos dois últimos anos, atingindo o número mais elevado da última década.

Pelas contas do INE, entraram em Portugal bastante mais pessoas do que aquelas que emigraram, o que permitiu superar o saldo natural que seria negativo, porque o número de óbitos foi superior ao de bebés que nasceram.

Mas nasceram mais bebés ou não?

Sim. Essa é a boa notícia. No ano passado nasceram 85.699 bebés de mães residentes em Portugal, mais 2.028 do que no ano anterior, ou seja, mais 2,4%.

O número médio de filhos por mulher aumentou de 1,42 em 2022 para 1,44 em 2023.

Ainda que ligeiramente, a idade média das mulheres quando têm o primeiro filho voltou a descer, o que aconteceu pelo segundo ano consecutivo: em 2023 tinham em média 30,2 anos.

Apesar do aumento de bebés, estamos mais velhos?

É verdade. O envelhecimento demográfico em Portugal continuou a acentuar-se. Em 2023, tínhamos 188,1 pessoas com mais de 65 anos por cada 100 jovens com menos de 14 anos.

Num ano, a idade mediana da população residente no nosso país (que corresponde à idade que divide a população em dois grupos de igual dimensão) passou de 46,9 para 47,1 anos.

Isso é mau para as pensões?

Sim. A pressão demográfica sobre a população em idade ativa manteve-se, o que é bastante evidente se sobrepusermos as pirâmides etárias de 2012 e 2023.

O estreitamento na base traduz a redução do número de jovens, como resultado da baixa da natalidade, enquanto o alargamento no topo corresponde ao acréscimo da proporção de idosos, em função do aumento da esperança de vida.

Da mesma forma, o índice de dependência total, que corresponde ao número de jovens e de idosos por cada 100 pessoas dos 15 aos 64 anos, continuou a aumentar: Em 2023 por cada 100 pessoas em idade ativa residiam em Portugal 58,5 jovens e idosos.

Más notícias também no que se refere ao índice de renovação da população em idade ativa. Desde 2012 que o número de pessoas em idade potencial de reforma não é compensado pelo número de pessoas em idade potencial de entrada no mercado de trabalho.

Continua a haver mais mulheres do que homens?

Sim, embora a diferença não seja assim tão grande. Em mais de 10,6 milhões de pessoas, há mais cerca de 500 mil mulheres do que homens.

A idade mediana dos homens ronda os 45,4 anos, a das mulheres os 48,6 anos.

Reciclar e ganhar. Quanto pode valer a sua garrafa?
EUA. Joe Biden desistir das Presidenciais está a tornar-se um cenário provável?
Provas de aferição passam a Provas de Monitorização da Aprendizagem. O que muda?
Por que é que os Jogos Olímpicos podem levar a mais casos de dengue na Europa?
Caso das vacinas pode ameaçar reeleição de Von der Leyen?
Há cada vez mais portugueses sem médico de família atribuído. O que dizem os dados?
Perdeu a carteira? Governo anuncia novos serviços digitais
Alunos sem professores é uma situação recorrente. Porquê?
Cartão social. O que é e que famílias vão ter direito a ele?
Ataque contra Donald Trump. Que influência pode ter na campanha?
Por que é que os resultados dos rankings são todos diferentes?
O que se sabe sobre a nova estirpe da “varíola dos macacos”?
Portugal tem a população mais envelhecida da UE?
Portugal registou uma quebra de nascimentos no primeiro semestre do ano. Quais são os dados?
Quantos milionários há em Portugal?
O que prevê o novo acordo do Governo com os polícias?
Qual é o objetivo da cimeira da NATO?
Quem é que a PGR acusou de orquestrar uma campanha contra o Ministério Público?
Turismo. Quem escolhe Portugal para passar férias e quanto gastam os portugueses quando viajam?
Nova Frente Popular. O que é a união das esquerdas que venceu em França?
Ronaldo pode ser castigado por "marketing de emboscada". A culpa é do ritmo cardíaco
Eleições no Reino Unido. Os trabalhistas podem ganhar estas eleições?
O que é que Lucília Gago vai esclarecer no Parlamento?
Bolsas para alunos do ensino superior. Conheça as novidades
Por que é que continua a haver muitos votos desperdiçados?
200 mil utentes retirados da lista dos centros de saúde. O que se passa?
O Governo quer responsabilizar as administrações hospitalares pelas listas de espera de cirurgias. Como assim?
Os portugueses queixam-se de quê no livro de reclamações eletrónico?
Eleições em França. Como funciona a segunda volta?
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.