Siga-nos no Whatsapp
Explicador Renascença
As respostas às questões que importam sobre os temas que nos importam.
A+ / A-
Arquivo
Qual é a melhor forma para ir para o Rock in Rio?

Explicador Renascença

Qual é a melhor forma de ir para o Rock in Rio?

14 jun, 2024 • Filipa Ribeiro


O Rock in Rio começa já este sábado. A novidade de 2024 é a localização: o festival passou para o Parque Tejo. A Renascença explica as várias opções que existem evitar o trânsito.

O ideal é ir de transportes públicos?

Ir de carro próprio é mesmo de evitar.

A prioridade deve ser dada aos transportes públicos, até porque o Rock in Rio fez várias parcerias que possibilitam descontos a partir de todos os pontos do país.

O primeiro passo é instalar a aplicação do festival no telemóvel para ter acesso a toda a informação.

No caso dos comboios, quem tem bilhete para o Rock in Rio pode comprar na CP uma viagem de longo curso com 30% de desconto, sendo que todas as madrugadas é assegurado um comboio especial entre Lisboa e Porto.

Já na Fertagus há um bilhete especial de 2 euros e meio - ida e volta.

Nos autocarros há um desconto de 25% nos bilhetes na rede expressos e na FlixBus. Na altura da compra do bilhete basta colocar o código RIR2024.

Também para Madrid, a rede de autocarros GYPSY, que faz ligação entre Lisboa e Madrid, vai ter um desconto de 20% nos bilhetes.

Há um pormenor é que todos os bilhetes, quer de comboio quer de autocarro, devem ser tirados para a estação de Lisboa Oriente.

Apesar de ser próxima do Parque Tejo, a Gare do Oriente ainda fica a uma boa meia hora a pé.

Sim, mas há alternativa. Chegando à Gare do Oriente, vai ser possível apanhar os shuttles do Rock in Rio. São viagens asseguradas pela Carris, que vai fazer ligação direta entre a Gare do Oriente e a entrada do festival.

Para garantir um lugar no shuttle, é possível fazer reserva de lugar por 1 euros na aplicação do Rock in Rio. No caso de se comprar bilhete no próprio dia, o preço já sobe para 2 euros.

Estes shuttles vão circular entre as 12h e a 1h30 da manhã.

E o metro também é opção para chegar ao Parque das Nações?

Sim, e há opção de sair ou na estação do Oriente, onde há o tal shuttle, ou na estação de Moscavide - mas neste caso também preciso caminhar perto de meia hora.

No caso do Metro, há uma vantagem, porque se usar o cartão bancário contactless na entrada, basta colocar o cartão junto da validação dos pórticos do Metro, evitando assim as filas nas máquinas para a compra de bilhete.

Se mesmo com toda a oferta de transportes públicos houver quem opte por levar o carro, há lugar para estacionar?

Sim, também há uma solução pensada.

Quem for de carro poderá reservar um lugar num dos parques da Telpark. Essa reserva deve ser feita na aplicação do Rock in Rio, com um preço especial de 3,9 euros por 24 horas.

Vai haver condicionamentos no trânsito?

Sim, a maioria das ruas entre o Oriente e o Parque Tejo vão ter condicionamentos e vão estar encerradas para estacionamento. A circulação vai estar aberta apenas a veículos com dísticos de moradores, ou transportes autorizados pelo festival.

Vai ser ainda proibido estacionar nas artérias junto ao Parque Tejo.

Como vai funcionar a alimentação?

Vão estar disponível cerca de 40 pontos de comida e bebida. É importante destacar que a preferência será dada a pagamentos por meios digitais, ou seja, cartão de multibanco ou MBWay. Quem pretender utilizar dinheiro, pode trocá-lo por um cartão com saldo no Ponto de Informação do festival, e depois usar esse para fazer os pagamentos no interior do recinto.

Reciclar e ganhar. Quanto pode valer a sua garrafa?
EUA. Joe Biden desistir das Presidenciais está a tornar-se um cenário provável?
Provas de aferição passam a Provas de Monitorização da Aprendizagem. O que muda?
Por que é que os Jogos Olímpicos podem levar a mais casos de dengue na Europa?
Caso das vacinas pode ameaçar reeleição de Von der Leyen?
Há cada vez mais portugueses sem médico de família atribuído. O que dizem os dados?
Perdeu a carteira? Governo anuncia novos serviços digitais
Alunos sem professores é uma situação recorrente. Porquê?
Cartão social. O que é e que famílias vão ter direito a ele?
Ataque contra Donald Trump. Que influência pode ter na campanha?
Por que é que os resultados dos rankings são todos diferentes?
O que se sabe sobre a nova estirpe da “varíola dos macacos”?
Portugal tem a população mais envelhecida da UE?
Portugal registou uma quebra de nascimentos no primeiro semestre do ano. Quais são os dados?
Quantos milionários há em Portugal?
O que prevê o novo acordo do Governo com os polícias?
Qual é o objetivo da cimeira da NATO?
Quem é que a PGR acusou de orquestrar uma campanha contra o Ministério Público?
Turismo. Quem escolhe Portugal para passar férias e quanto gastam os portugueses quando viajam?
Nova Frente Popular. O que é a união das esquerdas que venceu em França?
Ronaldo pode ser castigado por "marketing de emboscada". A culpa é do ritmo cardíaco
Eleições no Reino Unido. Os trabalhistas podem ganhar estas eleições?
O que é que Lucília Gago vai esclarecer no Parlamento?
Bolsas para alunos do ensino superior. Conheça as novidades
Por que é que continua a haver muitos votos desperdiçados?
200 mil utentes retirados da lista dos centros de saúde. O que se passa?
O Governo quer responsabilizar as administrações hospitalares pelas listas de espera de cirurgias. Como assim?
Os portugueses queixam-se de quê no livro de reclamações eletrónico?
Eleições em França. Como funciona a segunda volta?
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.