Siga-nos no Whatsapp
Explicador Renascença
As respostas às questões que importam sobre os temas que nos importam.
A+ / A-
Arquivo
Porque é que o Qatar é crucial na libertação de reféns do Hamas?

Explicador Renascença

Porque é que o Qatar é crucial na libertação de reféns do Hamas?

24 out, 2023 • Sérgio Costa


O Hamas libertou mais dois reféns, nas últimas horas desta segunda-feira. A identidade e nacionalidade das pessoas em causa não é ainda conhecida.

Foram libertados mais dois reféns do Hamas. A notícia abre perspetivas quanto à libertação dos restantes civis detidos pelo grupo islâmico na Faixa de Gaza.

Que reféns foram libertados nas últimas horas?

A identidade e nacionalidade das pessoas em causa não foi inicialmente revelada, mas tudo indica tratar-se da libertação de duas cidadãs israelitas de 79 e 85 anos que foram raptadas, juntamente com os seus maridos, de Nir Oz, um colonato junto à fronteira de Gaza, a 7 de outubro. Os maridos permanecem em cativeiro pelo Hamas.

Este conflito está a ser dominado por informações que posteriormente se revelam falsas. Neste caso há garantia absoluta da libertação das duas reféns?

A confirmação da libertação e da identidade das reféns foi feita pelo gabinete do primeiro-ministro israelita já depois da notícia ter sido avançada por vários meios de comunicação internacionais e também confirmada pelo Comité Internacional da Cruz Vermelha.

Aliás, a Cruz Vermelha anunciou nas redes sociais que transportou dois reféns para fora da Faixa de Gaza na segunda-feira à noite.

Como é que foi possível libertar as duas reféns? Como foi o processo?

Tudo terá sido feito sob mediação das autoridades do Qatar. É o país que tem assumido esse papel.

Mas porquê o Qatar?

De acordo com vários analistas, o Qatar tem ligações ao Hamas e será um dos financiadores do grupo.

Aliás, o comando político do Hamas é sediado em Doha, no Qatar, há mais de uma década. O Qatar que, recorde-se, acolheu o mais recente mundial de futebol, é visto como um país que financia grupos considerados terroristas no Ocidente.

Quais são as probabilidades de libertar os restantes reféns num futuro próximo?

No imediato estará a ser negociada a libertação de mais de cerca de 50 reféns, de acordo com o canal de notícias israelita I24. Em causa estarão reféns com dupla nacionalidade.

Porquê só 50 reféns?

Porque o Hamas não pretende libertar a totalidade. A existência de reféns é um travão à ofensiva terrestre de Israel. Enquanto houver reféns, o exército de Israel poderá não avançar com uma campanha militar mais agressiva.

Caso das vacinas pode ameaçar reeleição de Von der Leyen?
Há cada vez mais portugueses sem médico de família atribuído. O que dizem os dados?
Perdeu a carteira? Governo anuncia novos serviços digitais
Alunos sem professores é uma situação recorrente. Porquê?
Cartão social. O que é e que famílias vão ter direito a ele?
Ataque contra Donald Trump. Que influência pode ter na campanha?
Por que é que os resultados dos rankings são todos diferentes?
O que se sabe sobre a nova estirpe da “varíola dos macacos”?
Portugal tem a população mais envelhecida da UE?
Portugal registou uma quebra de nascimentos no primeiro semestre do ano. Quais são os dados?
Quantos milionários há em Portugal?
O que prevê o novo acordo do Governo com os polícias?
Qual é o objetivo da cimeira da NATO?
Quem é que a PGR acusou de orquestrar uma campanha contra o Ministério Público?
Turismo. Quem escolhe Portugal para passar férias e quanto gastam os portugueses quando viajam?
Nova Frente Popular. O que é a união das esquerdas que venceu em França?
Ronaldo pode ser castigado por "marketing de emboscada". A culpa é do ritmo cardíaco
Eleições no Reino Unido. Os trabalhistas podem ganhar estas eleições?
O que é que Lucília Gago vai esclarecer no Parlamento?
Bolsas para alunos do ensino superior. Conheça as novidades
Por que é que continua a haver muitos votos desperdiçados?
200 mil utentes retirados da lista dos centros de saúde. O que se passa?
O Governo quer responsabilizar as administrações hospitalares pelas listas de espera de cirurgias. Como assim?
Os portugueses queixam-se de quê no livro de reclamações eletrónico?
Eleições em França. Como funciona a segunda volta?
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.