Tempo
|
Explicador Renascença
As respostas às questões que importam sobre os temas que nos importam.
A+ / A-
Arquivo
Balão-espião abatido é suficiente para rebentar com a relação entre EUA e China?

EXPLICADOR RENASCENÇA

Balão-espião abatido é suficiente para rebentar com a relação entre EUA e China?

06 fev, 2023 • André Rodrigues


Engenho que sobrevoava os céus norte-americanos foi destruído no passado sábado pela força aérea dos EUA. Washington fala numa "violação inaceitável da soberania", enquanto Pequim confessa uma "forte insatisfação" e diz ter o direito a "retaliar".

O Pentágono anunciou, no passado sábado, o abate de um alegado balão-espião chinês, enquanto sobrevoava o estado da Carolina do Norte. O engenho já sobrevoava os EUA há vários dias.

O caso volta a aumentar a tensão entre Washington e Pequim e já resultou, inclusivamente, no cancelamento da visita do secretário de Estado norte-americano, Anthony Blinken, à China. Uma visita que tinha como objetivo, precisamente, o desanuviamento das relações entre os dois países.

O que está em causa? Que balão é este?

Depende da perspetiva. Do lado chinês, é um engenho para recolha de dados meteorológicos que foi acidentalmente desviado da sua rota por causa do vento.

Para os Estados Unidos, estamos perante uma "violação inaceitável da soberania". De acordo com Washington, este balão sobrevoou locais sensíveis com o objetivo de recolher informações. Um desses locais terá sido um campo de armazenamento de mísseis nucleares no estado do Montana.

Num primeiro momento, os EUA hesitaram no abate do aparelho, alegando que isso poderia representar um risco de queda de destroços sobre as populações. A chamada "janela de oportunidade" surgiu quando o balão sobrevoava a costa atlântica na Carolina do Sul.

Espião chinês ou equipamento meteorológico, este engenho acabou por ser abatido por um caça da força aérea norte-americana.

Como é que a China reagiu?

Com "forte insatisfação" e reservando-se o direito de "retaliar" contra o que classifica ser um abuso da força por parte dos Estados Unidos. O governo de Pequim lembra que pediu expressamente a Washington que tratassem esta situação "de forma adequada, calma, profissional e comedida".

Agora, perante estes desenvolvimentos, as autoridades chinesas garantem que o país vai salvaguardar "os direitos e interesses legítimos das partes interessadas e reserva-se o direito de tomar outras ações consideradas necessárias".

E que "ações necessárias" poderão ser essas?

Não se sabe ao certo, mas a maior parte dos analistas admite que tudo isto não passe de uma guerra de palavras.

A consequência imediata foi o cancelamento da viagem do chefe da diplomacia norte-americana a Pequim, no que seria um encontro de enorme importância para o governo chinês. De acordo com o correspondente da BBC na China, estava até previsto um encontro entre Anthony Blinken e o próprio Presidente Xi Jinping.

Há mais equipamentos deste género a ser utilizados?

Sim. Há um outro balão igual a sobrevoar a América Latina. De resto, o governo da Colômbia diz ter detetado este fim de semana um engenho com características semelhantes às de um balão. Desconhece-se a sua origem.

Certo é que, de momento, as autoridades colombianas dizem que este objeto não representa qualquer ameaça à segurança ou à defesa nacional.

Onde pára o plano para as urgências?
O que é o ismaelismo?
O que se sabe sobre o ataque ao Centro Ismaelita em Lisboa?
Como será fiscalizado o IVA Zero?
Por que é que a reforma judicial gerou tantos protestos em Israel?
Quanto devemos poupar com o "IVA Zero"?
Como vai funcionar o IVA Zero para bens alimentares?
Será que o TikTok é realmente seguro?
Telecomunicações. Porque é que Portugal é dos países que paga mais na Europa?
Há uma sala "secreta" para analisar documentos da TAP. Porquê?
O que muda com a Agenda do Trabalho Digno?
Hospitais privados vão devolver dinheiro aos utentes. Porquê?
Como é que a TAP conseguiu os melhores resultados desde 2017?
Mário Centeno não quer aumento de salários. Porquê?
França. Por que é que o Governo enfrenta duas moções de censura?
Xi visita Putin. Que papel pode ter a China na guerra na Ucrânia?
TPI emitiu mandado contra Putin. O que vai acontecer agora?
Como vai funcionar o pacote de apoio à habitação?
Por que é que a Transtejo comprou barcos sem baterias?
Por que é que o Credit Suisse desvalorizou nos últimos dias?
Onde vive a maioria dos portugueses e como se deslocam para o trabalho?
Taxas Euribor estão a descer. Tendência de queda é para continuar?
O que se passou no navio NRP Mondego?
O que é a síndrome VEXAS?
O que muda com a reorganização das urgências de pediatria?
Falência do Silicon Valley Bank é um regresso à crise de 2008?
Como se explicam os lucros milionários na banca?
Por que é que o preço dos alimentos básicos continua a subir?
Liberais abandonam "geringonça de direita" nos Açores. Governo Regional pode cair?
O que significa o acordo da UE sobre compra de munições para a Ucrânia?
Como é que funcionam as quotas de género na política em Portugal?
Hidrogénio Verde chega à rede do Seixal, mas o que significa?
Governo demite CEO e presidente da TAP. Há mais indemnizações a pagar?
Afinal, o que vai acontecer às casas devolutas?
Caupers termina mandato no Tribunal Constitucional. Por que é que pode continuar no cargo?
Menos refrigerantes, mais sal. Alimentação em Portugal é boa ou deixa a desejar?
O que é que se passa com as urgências pediátricas?
O que é preciso fazer para que não seja considerado crime ter empregada doméstica?
Exames médicos. Beneficiários ADSE vão pagar mais? Quanto?
TikTok. Quais são as novas limitações?
Que contratos abrange a bonificação dos juros da habitação?
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.