Tempo
|
Euranet
Euranet
Os assuntos da atualidade naiconal e europeia numa parceria Renascença Euranet Plus.
A+ / A-
Arquivo

EURANETPLUS

27 alcançam acordo sobre quotas de pesca para 2023

12 dez, 2022 • Vasco Gandra, em Bruxelas


Portugal com autorização para capturar mais pescada, tamboril, areeiro e carapau.

Os ministros das Pescas da União Europeia alcançaram, esta terça-feira, em Bruxelas, um acordo sobre os totais de captura e respetivas quotas de pesca nacionais para 2023, que contempla um aumento para Portugal da quota de pescada, tamboril, areeiro e carapau.

Em relação à pescada, a quota portuguesa passa de 2.286 toneladas em 2022 para 4.645 toneladas em 2023 - o que corresponde a uma subida de 103%.

O tamboril regista um aumento de 12%, passando a quota nacional de 615 toneladas para 689 toneladas.

A quota de areeiro sobe de 72 toneladas para 96 toneladas e a do carapau de 101.761 toneladas para 117.126 toneladas.

As negociações permitiram ainda a Portugal manter a quota de três espécies para as quais estavam previstas reduções: linguado, raia curva e goraz - esta última espécie particularmente importante para os Açores.

Neste caso foi revertida a proposta do executivo comunitário que defendia uma redução de 20%. Segundo a delegação portuguesa, este facto representa dois milhões de euros, beneficia 60% das embarcações da região autónoma e cerca de 2.500 pescadores.

No final da maratona de encontros para alcançar um acordo, a ministra da Agricultura e Pescas, Maria do Céu Antunes, sublinhou em conferência de imprensa que as negociações trouxeram resultados positivos para Portugal.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.