Tempo
|
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Euranet
Euranet
Os assuntos da atualidade naiconal e europeia numa parceria Renascença Euranet Plus.
A+ / A-
Arquivo

Bruxelas defende entrada da Bulgária, Roménia e Croácia no Espaço Schengen

17 nov, 2022 • Vasco Gandra, correspondente em Bruxelas


Comissão Europeia entende que um Espaço Schengen alargado tornará a Europa mais segura, elimina o tempo perdido nas fronteiras e favorece o crescimento económico.

A Comissão Europeia apelou esta semana aos Estados-membros para que tomem "as medidas necessárias, sem mais demoras" e autorizem a adesão plena da Bulgária, Roménia e Croácia ao Espaço Schengen, a maior área de livre circulação do mundo.

O executivo comunitário fez um balanço dos "bons resultados" obtidos pelos três países rumo ao Espaço Schengen e à aplicação das suas normas - como a gestão eficaz das fronteiras externas da UE e o reforço dos mecanismos de cooperação policial.

Apesar de os três Estados-membros da UE já estarem parcialmente vinculados às normas do Espaço Schengen, os controlos nas fronteiras internas ainda não tinham sido suprimidos. Bruxelas defende que um Espaço Schengen alargado tornará a Europa mais segura, elimina o tempo perdido nas fronteiras e favorece o crescimento económico.

O Espaço Schengen é atualmente o maior espaço de livre circulação do mundo. Integra 22 Estados-membros da UE (entre os quais Portugal) e mais quatro países associados (Noruega, Islândia, Suíça e Listenstaine).

Cerca de 3,5 milhões de pessoas cruzam diariamente fronteiras dentro deste espaço para trabalhar, estudar ou fazer turismo e um terço da população da UE vive em zonas fronteiriças, sublinhou a comissária dos Assuntos Internos, Ylva Johansson, em conferência de imprensa. No total, 420 milhões de pessoas podem assim beneficiar de Schengen.

Os países que pretendem aderir a esta área são sujeitos a avaliações para garantir que cumprem as condições necessárias para aplicar as suas normas. Quando um país se encontra nessas condições, é necessária a aprovação por unanimidade de todos os outros membros do espaço. O assunto será discutido e votado pelos 27 em dezembro.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.