Tempo
|
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Euranet
Euranet
Os assuntos da atualidade naiconal e europeia numa parceria Renascença Euranet Plus.
A+ / A-
Arquivo

Cidadãos europeus defendem ação mais firme contra a poluição ambiental

24 out, 2022 • Vasco Gandra, correspondente em Bruxelas


O mais recente inquérito do Eurobarómetro dá conta de uma maioria de inquiridos que considera que as doenças respiratórias (89%), a asma (88%) e as doenças cardiovasculares resultam da poluição atmosférica.

A maioria dos cidadãos europeus está preocupada com as consequências da poluição atmosférica para a saúde e o ambiente e defende uma ação mais firme por parte dos poderes públicos e da indústria para mitigar esses efeitos.

Segundo o último inquérito do Eurobarómetro publicado esta segunda-feira, uma maioria de inquiridos considera que os problemas de saúde, como as doenças respiratórias (89%), a asma (88%) e as doenças cardiovasculares resultam da poluição atmosférica.

47% dos inquiridos considera mesmo que, na última década, a qualidade do ar piorou – apesar de esta percentagem representar uma queda de 11% relativamente a 2019.

O inquérito revela que muitos cidadãos não têm informação sobre os problemas causados pela poluição nem sobre as normas da UE em matéria de qualidade do ar.

Ainda assim, 67% dos inquiridos que têm conhecimento do que a UE faz nesta matéria defendem que as normas comunitárias devem ser reforçadas.

Por outro lado, uma grande maioria dos europeus considera que a poluição atmosférica deve ser combatida primeiro a nível internacional e depois a nível europeu e nacional e, finalmente, a nível regional e local.

Grande parte dos inquiridos é de opinião que a indústria e os grandes produtores de energia assente em combustíveis fósseis deveriam fazer mais para melhorar a qualidade do ar.

Muitos dos inquiridos consideram que é a nível da mobilidade que mais podem contribuir para reduzir as emissões nocivas para a atmosfera, através da utilização dos transportes públicos e de bicicletas, ou deslocações a pé.

O inquérito do Eurobarómetro foi realizado entre 21 de março e 20 de abril, tendo sido questionadas 26.509 pessoas.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.