Tempo
|
Euranet
Euranet
“Compromisso Verde” é um podcast quinzenal sobre crescimento sustentável e transição energética. Da pandemia dos plásticos aos pecados da chamada moda rápida, cada episódio um tema. Uma nova edição disponível às quartas-feiras às 18h00. Esta é uma parceria Renascença Euranet Plus.
A+ / A-
Arquivo

Bruxelas propõe suspender Acordo que facilita vistos a cidadãos russos

07 set, 2022 • Vasco Gandra, correspondente da Renascença em Bruxelas


Os cidadãos russos deixarão assim de beneficiar de um acesso privilegiado à UE e deverão submeter-se a um processo de pedido de visto mais demorado, caro e difícil.

Bruxelas propôs esta semana a suspensão total do Acordo que facilita a concessão de vistos a cidadãos russos. A Comissão Europeia propôs igualmente o não reconhecimento por parte dos 27 dos passaportes russos emitidos em regiões ocupadas da Ucrânia.

Trata-se da resposta da Comissão Europeia ao que considera ser o aumento dos riscos e das ameaças aos interesses da UE em matéria de segurança e à segurança nacional dos Estados-membros em resultado da invasão russa da Ucrânia.

"Neste momento não há base para confiança, não há base para uma relação privilegiada entre a UE e a Rússia. Esta suspensão significa que os cidadãos russos já não vão ter acesso privilegiado à União Europeia, por exemplo para turismo e ócio", explicou aos jornalistas em Bruxelas, a comissária dos Assuntos Internos, Ylva Johansson.

Os cidadãos russos deixarão assim de beneficiar de um acesso privilegiado à UE e deverão submeter-se a um processo de pedido de visto mais demorado, caro e difícil. Na prática, os emolumentos de visto serão mais elevados, aumentando de 35 euros para 80 euros. O tempo de tratamento passará a ser mais longo (de 10 para 15 dias).

Haverá igualmente regras mais restritivas em relação aos vistos de entradas múltiplas e uma lista mais longa de documentos comprovativos.

No entanto, a UE continuará aberta à concessão de vistos para certas categorias de requerentes russos, designadamente membros da família de cidadãos da UE, jornalistas, dissidentes e representantes da sociedade civil.

Cabe agora aos 27 Estados-membros aprovarem as propostas que poderão entrar em vigor em breve.

O Acordo entre a UE e a Rússia sobre a facilitação da emissão de vistos vigora desde 2007. Em 1 de setembro de 2022, cerca de 963.000 cidadãos russos eram titulares de vistos válidos para o espaço Schengen.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Cidadao
    07 set, 2022 Lisboa 19:17
    Mas isso ainda não foi feito?! Estão à espera de quê? Os russos a passear na Europa quando são um País agressor e assassino de civis? Queremos essa gentalha entre nós?