Tempo
|
Euranet
Euranet
“Compromisso Verde” é um podcast quinzenal sobre crescimento sustentável e transição energética. Da pandemia dos plásticos aos pecados da chamada moda rápida, cada episódio um tema. Uma nova edição disponível às quartas-feiras às 18h00. Esta é uma parceria Renascença Euranet Plus.
A+ / A-
Arquivo

Eurodeputados vão ao encontro dos pescadores portugueses

19 jul, 2022 • Vasco Gandra, correspondente em Bruxelas


O objetivo é testemunhar as condições operacionais em vários portos no Norte do país e conhecer projetos inovadores.

Uma missão de seis deputados da comissão das Pescas do Parlamento Europeu começa esta segunda-feira uma visita de dois dias a Portugal.

O objetivo é testemunhar as condições operacionais em vários portos no Norte do país e conhecer projetos inovadores.

Segundo um comunicado de imprensa da instituição, os eurodeputados vão visitar e poder observar as condições nos portos de Leixões, Angeiras e Matosinhos, e encontrar-se com pescadores locais e com representantes de organizações de pescas.

O grupo de deputados vai igualmente reunir-se com operadores locais, empresas que fornecem soluções tecnológicas para o setor, incluindo projetos de inteligência artificial e várias startups.

"As pescas são um setor fundamental para o desenvolvimento sustentável das áreas costeiras em toda a Europa. Vamos visitar vários portos de pesca e testemunhar as suas condições operacionais. Vamos também visitar cinco projetos inovadores de pescas sustentáveis. Vamos garantir que trazemos esse conhecimento adquirido em Portugal para o Parlamento Europeu", afirma no comunicado de imprensa o eurodeputado francês, Pierre Karleskind, presidente da comissão das Pescas que lidera a missão a Portugal.

Para além do presidente da comissão parlamentar, integram a missão os eurodeputados Maria da Graça Carvalho, Elżbieta Rafalska, João Pimenta Lopes, Manuel Pizarro e Isabel Carvalhais.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.