Tempo
|
Euranet
Euranet
“Compromisso Verde” é um podcast quinzenal sobre crescimento sustentável e transição energética. Da pandemia dos plásticos aos pecados da chamada moda rápida, cada episódio um tema. Uma nova edição disponível às quartas-feiras às 18h00. Esta é uma parceria Renascença Euranet Plus.
A+ / A-
Arquivo

Guerra

500 pacientes ucranianos transferidos para hospitais europeus

03 jun, 2022 • Vasco Gandra, correspondente em Bruxelas


Portugal está entre os principais países de acolhimento dos pacientes ucranianos.

Cerca de 500 pacientes ucranianos a necessitarem de tratamento ou de assistência médica de urgência foram transferidos para hospitais de Estados-membros da União Europeia (UE) desde o início da invasão russa da Ucrânia.

Segundo um comunicado da Comissão Europeia divulgado esta sexta-feira, estes pacientes foram transferidos da Ucrânia, Moldávia e países da UE limítrofes para vários Estados-membros graças ao Mecanismo de Proteção Civil da UE.

Portugal está entre os principais países de acolhimento dos pacientes ucranianos, juntamente com a Bélgica, Alemanha, Dinamarca, Espanha, França, Irlanda, Itália, Luxemburgo, Países Baixos, Roménia, Suécia e Noruega (que não é da UE mas participa).

As transferências de pacientes realizam-se através de um sistema europeu no âmbito do Mecanismo de Proteção Civil da UE.

O mecanismo garante a transferência dos dados dos pacientes em segurança graças à partilha dos dossiês clínicos através do sistema de alerta precoce e de reação.

O mecanismo permite igualmente avisar as autoridades ucranianas em relação aos hospitais para onde foram transferidos os pacientes.

UE promete continuar a ajudar a Ucrânia

A comissária responsável pela Saúde, Stella Kyriakides, sublinha no comunicado a importância desta ação de solidariedade e promete à Ucrânia que a UE vai continuar a ajudar.

"Trata-se de uma verdadeira solidariedade europeia em ação. A UE mobilizou um esforço de assistência de uma dimensão e rapidez sem precedentes para apoiar e proteger a Ucrânia e o seu povo. A Ucrânia pode continuar a contar com o apoio inabalável da UE".

Na mesma linha, manifesta-se o comissário responsável pela Gestão de Crise, Janez Lenarčič: "Como os hospitais na Ucrânia e nos países vizinhos estão cada vez mais sob pressão, temos que organizar o tratamento especializado quer para os pacientes que sofrem de doenças crónicas quer para as pessoas feridas durante a guerra. A UE está a trabalhar 24 horas por dia, 7 dias por semana, para coordenar, através do seu Mecanismo de Proteção Civil, as evacuações médicas de pacientes ucranianos".

Mecanismo de Proteção Civil da UE

O Mecanismo de Proteção Civil foi criado em 2001 e coordena a resposta a catástrofes de origem humana ou naturais a nível do bloco comunitário.

Inclui uma reserva voluntária de meios previamente afetados pelos 27 para utilização imediata, dentro ou fora da UE, com um corpo europeu de médicos e peritos em saúde pública que podem ser rapidamente destacados para operações de preparação e resposta.

Existe igualmente o Centro de Coordenação de Resposta de Emergência. Na prática, trata-se do centro operacional do Mecanismo de Proteção Civil - está ativo 24h/dia, sete dias por semana, e coordena os esforços da UE de resposta às catástrofes.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.