Tempo
|
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
A+ / A-

Parlamento Europeu proíbe entrada de funcionários diplomáticos e de governo da Rússia e Bielorrússia

18 mar, 2022 • Vasco Gandra, correspondente em Bruxelas


Presidente Metsola entregou simbolicamente à ONG Promote Ukraine as chaves de um icónico edifício e antiga estação de comboios em frente ao Parlamento Europeu.

Veja também:


O Parlamento Europeu avançou esta semana com mais iniciativas de condenação da Rússia e de apoio à Ucrânia. A presidente Roberta Metsola proibiu a entrada na instituição de pessoal diplomático e governamental russo e bielorusso.

A presidente Metsola anunciou na sua conta do Twitter que, "a partir de hoje, os funcionários diplomáticos e governamentais da Rússia e da Bielorrússia estão proibidos de entrar nas premissas do Parlamento Europeu".

Trata-se de uma das respostas da instituição europeia à invasão russa da Ucrânia e ao apoio do regime bielorusso a Moscovo.

"Na Casa da Democracia não há lugar para aqueles que procuram destruir a ordem democrática", afirma Roberta Metsola.

Apoio à sociedade civil ucraniana

Também esta semana, a presidente Metsola entregou simbolicamente à ONG Promote Ukraine as chaves de um icónico edifício e antiga estação de comboios em frente ao Parlamento Europeu, na praça do Luxemburgo, principal zona de acesso à instituição.

O objetivo é facultar um espaço visível para coordenação, informação e apoio às ações dos representantes da sociedade civil ucraniana, em Bruxelas, que lutam pela liberdade e democracia.

Servirá para a organização de manifestações, encontros e conferências de imprensa. E também para oferecer assistência psicológica e administrativa aos refugiados ucranianos recém-chegados à Bélgica, facultando-lhes informação sobre a proteção a que têm direito na UE (emprego, residência, habitação, assistência médica).

Cooperação entre PE e a Verkhovna Rada

Recentemente, o Parlamento Europeu em cooperação com o parlamento ucraniano, a Verkhovna Rada, criou um site - "Stand with Ukraine" - com informações, vídeos, podcasts, legislação e resoluções a explicar a forma como a UE apoia a Ucrânia. O site também partilhará conteúdos da Verkhovna Rada.

A iniciativa reforça a cooperação iniciada por ambas as instituições em 2014 no sentido de apoiar a democracia no país.

Desde o início da invasão russa, o PE tem-se mobilizado na condenação a Moscovo e no apoio a Kiev. No dia 1 de março, realizou uma sessão plenária extraordinária em que interveio, a partir de Kiev, o presidente Zelensky. Numa resolução depois aprovada, por uma esmagadora maioria de eurodeputados, o Parlamento pediu sanções mais pesadas à Rússia por causa da invasão e aos Estados-membros para acelerarem o fornecimento de armas defensivas à Ucrânia.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.