Tempo
|
Em Nome do Voto
Este podcast Renascença vai dar conta do que se passa na campanha eleitoral dos partidos com assento parlamentar, para lá dos argumentos dos políticos. "Em Nome do Voto" vai ouvir os testemunhos de quem anda na campanha de rua, aprofundar temas que marcam a agenda da Renascença, vai ter análise política, e ainda espreitar as sondagens e a campanha nas redes sociais.
A+ / A-
Arquivo
O que querem os líderes partidários? O essencial das entrevistas à Renascença
O que querem os líderes partidários? O essencial das entrevistas à Renascença

"Todos querem casar com a carochinha". O essencial das entrevistas dos líderes partidários à Renascença

14 jan, 2022 • Manuela Pires , Susana Madureira Martins Paulo Teixeira (sonorização)


Um governo à direita com a Iniciativa Liberal, o CDS e o Chega ou um regresso à geringonça, que o PS recusa. Neste episódio de Em Nome do Voto resumimos o que disseram os líderes partidários à Renascença. Analisamos ainda a campanha nas televisões e nas redes sociais.

As entrevistas dos líderes partidários à Renascença mostraram que, à esquerda, "toda a gente quer casar com a carochinha" - todos os partidos admitem abrir a porta a convergência com o Partido Socialista. Para António Costa, a geringonça antiga não serve, mas uma eco-geringonça pode ser possível. Ainda assim, aposta as fichas todas na maioria absoluta.

À direita, os entendimentos parecem difíceis, mas a editora da Renascença, Susana Martins, acredita que Rui Rio, se conseguir maioria relativa, acabará por conseguir entender-se com as outras forças de direita, ainda que não numa coligação de governo

Neste episódio de Em Nome do Voto, revemos as entrevistas dos líderes dos partidos com assento parlamentar à Renascença. Ficou apenas a faltar António Costa e Rui Rio, que preferem falar durante a campanha eleitoral.

Luís Santos, professor de Ciências da Comunicação da universidade do Minho, analisa os debates na televisão do lado da comunicação social.

Gustavo Cardoso, Investigador do MediaLab e Professor do ISCTE, olha para a campanha que se faz nas redes sociais.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.