Tempo
|
Conversas Cruzadas
Programa sobre a atualidade que passa ao domingo, às 12h00.
A+ / A-
Arquivo
A dramatização até à 25ª hora - Conversas Cruzadas
A dramatização até à 25ª hora - Conversas Cruzadas

CONVERSAS CRUZADAS

A dramatização até à 25ª hora

17 out, 2021 • José Bastos


Pedro Braz Teixeira, António Saraiva e Nuno Botelho na análise do OE e de soluções para combater a estagnação económica.

Uma proposta de Orçamento do Estado está sempre longe de ser consensual junto dos contribuintes, mas, este ano, as circunstâncias do calendário eleitoral prolongam para além do esperado – talvez até 27 de outubro - as negociações políticas do PS com os partidos à esquerda.

O governo multiplica em tom suave as promessas de negociação. Já o presidente da república depois de um registo mais alarmista, na habitual dramatização protocolar, terá dado mais uma contribuição, na última sexta-feira, para evitar um chumbo que implicará eleições antecipadas. Ao receber os partidos, Marcelo Rebelo de Sousa relembrou a necessidade da estabilidade política e a recuperação pós-pandemia.

Assim sendo, com apostas de que o Orçamento do Estado acabará aprovado com o apoio de um dos dois parceiros escolhidos pelo PS para viabilizar a governação, a ministra Mariana Vieira da Silva indicou que o Orçamento tem uma marca de esquerda bem visível – e nos últimos dias surgiram sinais através do ministro João Leão que as Finanças têm folga para atender algumas reivindicações de Bloco e PCP e que exigências em matéria laboral, ligadas à caducidade da contratação coletiva vão, aparentemente, ser satisfeitas.

Como deve ser analisada toda esta coreografia política pré-orçamental? Há verdadeiramente o risco de uma crise política que a poucos beneficiaria? Tudo se encaixa na 25ª hora negocial?

A análise é de Nuno Botelho, líder da ACP – Câmara de Comércio e Indústria, António Saraiva, presidente da CIP – Confederação Empresarial de Portugal, Pedro Braz Teixeira, diretor do gabinete de estudos do Fórum para a Competitividade que olham ainda para a alta dos preços da energia e combustíveis.

A campanha
28 nov, 2021

A campanha

A espera
21 nov, 2021

A espera

A travagem
14 nov, 2021

A travagem

O risco da tempestade perfeita
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.