Nota de Abertura
A+ / A-
Nota de Abertura

Esperemos pela chuva, parece ser a resposta possível

17 out, 2017 • Opinião de Nota de Abertura


A resposta do Estado, pessoa de bem, em quem todos confiamos, é surpreendente, conformada, não se entende. Como se estivéssemos a falar de algo inevitável.

O mal repete-se e o bem também. Todos o sabemos. Mas desta vez estamos na fase do mal.

Quando o país acordou para o drama de Pedrógão Grande, tudo nos pareceu pouco para acudir às vítimas, para encontrar culpas, para um "nunca mais".

Mas bastaram três meses e o país voltou a arder, atingindo novas dimensões e com um número de mortos a aumentar diariamente. A resposta do Estado, pessoa de bem, em quem todos confiamos, é surpreendente, conformada, não se entende. Como se estivéssemos a falar de algo inevitável.

Esperemos pela chuva, parece ser a resposta possível....Mas quem aceita uma resposta destas? Aqui ao lado estiveram milhares nas ruas pela morte de quatro pessoas.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.