A+ / A-

Médicos satisfeitos com aumentos para consultas fora de horas

26 abr, 2017 • Anabela Góis


O secretário de Estado da Saúde anunciou que a compensação para os clínicos que façam atendimento fora de horas pode variar entre os 12 e os 19 euros por consulta.

O bastonário da Ordem dos Médicos, Miguel Guimarães, diz à Renascença que é "positiva" a proposta do Governo de pagar mais aos médicos que trabalhem para além do horário, de forma a reduzir os tempos de espera para consultas de especialidade, exames e outros meios de diagnóstico.

“O SNS, leia-se, o Governo, não tem neste momento capacidade para contratar os profissionais de saúde que tem em falta e que são muitos, quer médicos, quer enfermeiros, quer assistentes operacionais e técnicos, e o nosso ministro já o reconheceu", afirmou. "Arranjaram aqui uma solução alternativa que me parece uma boa solução, que é terem incentivos próprios para a chamada produção acrescida. Havendo disponibilidade dos médicos, vão poder fazê-lo".

O secretário de Estado da Saúde, Fernando Araújo, diz esta quarta-feira ao jornal “Público” que a compensação pode variar entre os 12 e os 19 euros por consulta.

O bastonário da Ordem dos Médicos diz que a medida não pode ser definitiva, mas que no imediato vai aumentar capacidade de resposta do Serviço Nacional de Saúde. Miguel Guimarães sublinha no entanto que a medida não pode ser definitiva.

O Governo quer ter esta medida em prática até ao fim do ano para que a espera por uma consulta de especialidade não ultrapasse os quatro meses.

Quanto aos doentes cardíacos, passam a ter atendimento prioritário à semelhança do que já acontece com os doentes oncológicos: o prazo máximo para uma consulta será de 15 dias.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • DR XICO
    26 abr, 2017 Lisboa 15:16
    Acho muito bem, os médicos estão mal pagos e mostro em comparação: VAMOS A UMA OFICINA AUTO E TEM UM PREÇÁRIO COM PELO MENOS 35€ IVA P/HORA,. (acham que um mecânico tb anda pelo menos 8 anos a estudar para te fazer a revisão ao carro)Não fosse a hipocrisia dos portugueses que acham que tudo o que é estado é bem pago e teriamos um melhore estado e bem mais empenhado.