Tempo
|
48k
Rubrica sobre tecnologia com a jornalista Cristina Nascimento para ouvir quarta-feira às 21h40 e sábado às 7h40.
A+ / A-
Arquivo
Comer com pauzinhos elétricos que enganam o palato e ajudam a evitar o sal
Comer com pauzinhos elétricos que enganam o palato e ajudam a evitar o sal

48k

Comer com pauzinhos elétricos que enganam o palato e ajudam a evitar o sal

20 abr, 2022 • Cristina Nascimento , André Peralta (sonorização)


Invenção de universidade japonesa também pode ser aplicada em colheres.

É uma invenção desenvolvida pela Universidade de Meiji, uma universidade privada japonesa: um par de pauzinhos elétricos que permite intensificar o sabor dos alimentos sem ter que adicionar mais sal ou açúcar.

Como é que funciona? No fundo, os pauzinhos vão enganar o palato. Na ponta de um dos pauzinhos há uma parte metálica que transmite uma corrente elétrica que tem um efeito nas papilas gustativas que permite realçar o sabor dos alimentos.

De acordo com os estudos desta universidade, esta estimulação potencia uma vez e meia o sabor salgado, ou seja, pode-se reduzir o sal em 30% e não perder pitada do sabor.

Os pauzinhos estão ligados por um fio a uma bateria que se coloca no pulso. Se está com receio de apanhar um choque, saiba que a intensidade da corrente é muito baixa e praticamente impercetível ao corpo humano, garantem os investigadores desta universidade de Tóquio que já desenvolveram ensaios com pessoas a testar estes pauzinhos.

Para quem está a pensar que não se ajeita com pauzinhos, resta dizer que a tecnologia pode ser aplicada também em colheres.

Tópicos
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.