Tempo
|
48k
Rubrica sobre tecnologia com a jornalista Cristina Nascimento para ouvir quarta-feira às 21h40 e sábado às 7h40.
A+ / A-
Arquivo
Robots a atender num hotel ou restaurante? Já esteve mais longe

48k

Robots a atender num hotel ou restaurante? Já esteve mais longe

18 mar, 2022 • Cristina Nascimento , André Peralta (sonorização)


Empresa portuguesa apresenta na Bolsa de Turismo de Lisboa quatro robot que podem ajudar a combater um problema no setor: a falta de mão de obra.

Imagine que está no quarto do hotel e pede o serviço de quartos. Quando abrir a porta do quarto, podem bem, num futuro não tão longiquo, encontrar um robot para entregar-lhe o que pediu.

Esta seria a principal função de um dos quatro robots que a empresa Beltrão Coelho tem em exposição da Bolsa de Turismo de Lisboa, que este ano, após dois anos de pandemia, regressa aos corredores da FIL, em Lisboa.

São quatro, um deles com um aspeto mais humano que pode estar por exemplo na receção a responder a perguntas simples como qual é o horário do pequeno-almoço ou onde é que fica uma determinada sala de reuniões; outro robot, por exemplo, pode ser usado no hotel ou em restaurante, em vez de ter um ser humano a entregar a travessa do almoço, pode bem ser um robot.

São quatro soluções com preços que podem ir dos seis mil aos 60 mil euros, consoante o grau de complexidade e valências da máquina.

O responsável da empresa diz que, neste momento, em Portugal, o mercado ainda está numa fase de descobrir que soluções existem, mas acredita que estes robots podem, por exemplo, ajudar a resolver um dos grandes problemas do setor: a falta de mão de obra.

Tópicos
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • ddas
    20 mar, 2022 fdbdfbd 12:20
    É o que há mais por aí. Sobretudo na restauração chique. Humanos menos inteligentes que roubots a servir uma folha de salsa