Tempo
|
48k
Rubrica sobre tecnologia com a jornalista Cristina Nascimento para ouvir quarta-feira às 21h40 e sábado às 7h40.
A+ / A-
Arquivo
Portugueses criam jogo de “team building” solidário
Portugueses criam jogo de “team building” solidário

48k

Portugueses criam jogo de "team building" solidário

18 nov, 2021 • Cristina Nascimento , André Peralta (sonorização)


O jogo foi primeiro experimentado pelos 200 colaboradores da própria empresa que desenvolveu o conceito e neste caso reverteu a favor da União Zoófila.

É uma ideia desenvolvida este ano por uma empresa portuguesa, a Bee Academy, a Academia da Bee Engineering. Inventaram um jogo chamado Bee Kind.

A ideia é a seguinte: um jogo de team building, para reforçar a ligação entre colegas de trabalho, ao mesmo tempo que se ajuda uma causa solidária.

O jogo foi primeiro experimentado pleos próprios 200 colaboradores da empresa e neste caso reverteu a favor da União Zoófila. Todos juntos foram ultrapassando várias etapas e, tendo terminado todas com sucesso, conseguiram reunir a verba estipulada pela empresa para comprar ração, produtos de desparasitação e brinquedos para os animais.

A ideia pode ser agora comprada por outras empresas e o produto é totalmente personalizável. Pode-se escolher a causa solidária que se quer beneficiar e pode ser jogado por uma empresa com muitos ou poucos colaboradores, dado que não há limite mínimo e máximo de participantes.

O jogo pode durar algumas horas ou vários dias, pode ser jogado no computador ou num telemóvel.

As alternativas são várias, só é preciso mesmo a vontade e disponibilidade financeira dos gestores em melhorar o ambiente na empresa e ajudar quem precisa.

Tópicos
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.