Tempo
|

Renascença Ouve +
Porta Aberta
A+ / A-

Diretora Acolhimento e Voluntariado da JMJ

Porta Aberta para Margarida Manaia

30/10/2022 • Dina Isabel, António Freire


Margarida Manaia é a responsável pela Direção de Acolhimento e Voluntariado da Jornada Mundial da Juventude Lisboa 2023, com a qual colabora desde 2019. Com uma carreira ligada à Gestão de Pessoas, dedica-se agora a tempo inteiro à JMJ, numa altura em que já estão abertas as inscrições para peregrinos e voluntários.

Porta Aberta para Margarida Manaia

Esta semana, “Porta Aberta” para Margarida Manaia. Com uma carreira ligada à Gestão de Pessoas, mais recentemente no Grupo Jerónimo Martins, no Pingo Doce, a Margarida está atualmente focada na Jornada Mundial da Juventude Lisboa 2023, com a qual já colabora como voluntária desde 2019.

No início deste ano, sendo impossível conciliar ambas as responsabilidades, decidiu responder ao grande desafio que é a JMJ, onde é a responsável pela Direção de Acolhimento e Voluntariado.

Nesta altura, as inscrições já estão abertas para peregrinos e voluntários. Ora, exatamente nesta área do voluntariado, Margarida Manaia deixa o desafio a todos os jovens, com 18 ou mais anos, sem limite máximo de idade, a inscreverem-se como voluntários.

Estima-se que na Jornada Mundial da Juventude 2023 serão necessários entre 20 a 30 mil voluntários, portugueses e estrangeiros, que vão assegurar tarefas muito importantes durante os dias da Jornada. Como sublinha Margarida Manaia, os voluntários têm de ter simpatia, servir, encaminhar as perguntas que lhes fizerem, resolver o melhor possível os imprevistos que forem surgindo.

Está pronto para aceitar este desafio? Saiba como pode inscrever-se AQUI.

Oiça esta edição do Porta Aberta nesta página e aproveite ainda para subscrever o podcast deste e de outros programas da Renascença AQUI.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.