A+ / A-
Ano Europeu para o Desenvolvimento

Junho é o mês dedicado ao Crescimento verde e sustentável, emprego digno e empresas


2015: um ano para mudar o mundo

A Renascença associa-se ao Ano Europeu do Desenvolvimento e em cada mês destaca um tema para o qual todos devemos estar despertos.

Dados recentes indicam que 93% dos portugueses acreditam que é importante ajudar as populações de países em desenvolvimento. Vale a pena perceber de que realidades estamos a falar:

- Atualmente, há mais de 200 milhões de desempregados no mundo. Apenas um quarto da população, em idade ativa nos países em desenvolvimento, tem um emprego digno e produtivo.

- Estima-se que quase metade da população mundial viva com menos de 2 euros por dia.
Cerca de 900 milhões de trabalhadores vivem em agregados familiares com rendimentos inferiores ao limiar de pobreza.


- As necessidades de investimento nos países em desenvolvimento incidem essencialmente sobre as infraestruturas básicas (estradas, caminhos de ferro e portos; centrais elétricas; água e saneamento), segurança alimentar (agricultura e desenvolvimento rural), alterações climáticas, saúde e educação.


- Conheça o exemplo do Vietname. Há 5 anos a promoção do turismo no Vietname limitava-se a ações publicitárias, explica Le Tuan Anh, diretor adjunto de marketing da National Administration for Tourism. Nessa altura, o objetivo era simples: crescer. Hoje, diz o Sr. Anh:
“Os problemas do crescimento já não causam tantas preocupações. ”Desde que optámos por uma estratégia de desenvolvimento sustentável, as perspetivas parecem infinitas! E é com grande entusiasmo que se olha hoje para o futuro do turismo no Vietname!”


Desenvolvimento é fazer com que todos possam beneficiar do investimento e da atividade económica, sem deixar de proteger o nosso planeta! 2015, Ano Europeu do Desenvolvimento é o ano certo para isso. Um ano para despertar consciências, tornar o mundo um lugar mais justo!


O Ano Europeu do Desenvolvimento (AED) é uma iniciativa que vai decorrer durante o ano de 2015 em todos os países da União Europeia, com o mote “O nosso mundo, a nossa dignidade, o nosso futuro”. O Ano Europeu para o Desenvolvimento foi proclamado em 2015 e tem na sua origem os Objetivos de Desenvolvimento do Milénio. Estes objetivos foram definidos em 2000, na Cimeira do Milénio, onde estavam reunidos os dirigentes mundiais que se comprometeram a atingir um conjunto de objetivos referentes a questões como a pobreza, o ambiente e o desenvolvimento.

Em 2015, tornou-se necessária uma nova Agenda de Desenvolvimento Global e neste sentido surgiu o Ano Europeu para o Desenvolvimento. O objetivo passa por informar, sensibilizar e promover o interesse, a participação ativa e o pensamento crítico dos cidadãos europeus relativamente ao desenvolvimento global.

Ano Europeu do Desenvolvimento em Portugal:
A entidade coordenadora do Ano Europeu do Desenvolvimento para Portugal é o Camões – Instituto de Cooperação e da Língua e a embaixadora desta iniciativa a actriz Cláudia Semedo.

A Renascença vai dar-lhe conta das várias iniciativas do Ano Europeu do Desenvolvimento ao longo dos próximos meses. No mês de Maio, por exemplo, o destaque foi para a paz e a segurança.

Saiba mais sobre o Ano Europeu para o Desenvolvimento AQUI!

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.