Tempo
|

Renascença Ouve +
A+ / A-

“Pôr do Sol”. Quem é a presidiária que rouba Bollycaos?


Inês Lopes Gonçalves, d'As Três da Manhã, teve participação especial na série da RTP.

“Pôr do Sol”. Quem é a presidiária que rouba Bollycaos?
“Pôr do Sol”. Quem é a presidiária que rouba Bollycaos?

Quem é a presidiária que rouba Bollycaos e nem come hidratos? A cara pareceu-nos vagamente familiar...

Depois da referência à mítica "Bola Branca" na primeira temporada, "Pôr do Sol" volta a piscar o olho à Renascença (pelo menos gostamos de pensar assim, vá) com uma participação especial de Inês Lopes Gonçalves. A radialista d'As Três da Manhã é uma das participações especiais desta segunda temporada e interpreta uma das presidiárias que é atacada por Filipa (Gabriela Barros), a gémea má da história. E mais não dizemos, que não gostamos de "spoilers"...

Realizada por Manuel Pureza, a série uma ideia original do realizador, em parceria com Henrique Dias e Rui Melo. Sendo uma sátira às telenovelas, a produção conta com várias referências à cultura pop portuguesa, tendo como premissa um humor nonsense que rapidamente a tornou um fenómeno de popularidade na internet, sendo a série mais vista de sempre da RTP Play.

"Pôr do Sol", uma novela para parodiar os lugares-comuns das novelas
"Pôr do Sol", uma novela para parodiar os lugares-comuns das novelas

Atualmente, poucos são aqueles que não conhecem a família Bourbon de Linhaça, nunca ouviram falar dos Jesus Quisto ou das aparições inusitadas do cantor Toy, ao interpretar a música do genérico da série em locais tão variados como uma prisão, um beco, uma piscina ou debaixo de uma cama.

A nova temporada de “Pôr do Sol” conta com 20 episódios, que são emitidos de segunda a sexta na RTP1 e na RTP Play.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.