Tempo
|

Renascença Ouve +
A+ / A-

20 julho 2022

Homem na Lua

Carlos Bastos


O solo da lua agarra-se muito e é difícil de limpar, então, quando Armstrong e Aldrin voltaram ao módulo lunar e o pressurizaram, o pó lunar, que estava agarrado aos fatos, começou a libertar um cheiro. Os astronautas relataram que era um cheiro a queimado como se fossem cinzas molhadas ou como o ar depois de um espetáculo de fogo de artifício. Os cientistas nunca conseguiram sentir o cheiro. As amostras de solo e rochas da lua foram enviadas para laboratórios em recipientes selados, mas uma vez abertas na Terra, o cheiro desapareceu. Ou seja, como alguém escreveu, "O cheiro da lua, permaneceu na lua".

Homem na Lua

São 12 meses, 52 semanas, 365 dias (mais um de bónus a cada 4 anos), com milhões de factos estapafúrdios sem efeitos secundários para o seu cérebro. Bem, em princípio.

Clique. Coragem, vá lá, clique. Afinal é só Um Dia na História.

Não pode fazer mal, pois não?

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.