Tempo
|

Renascença Ouve +
Porta Aberta
A+ / A-

De Itália para Portugal com Deus e 9 companheiras

Porta Aberta para a Irmã Debora

21 Novembro 2021 • Dina Isabel, António Freire


Monja trapista em Palaçoulo, no Mosteiro de Sta Maria Mãe da Igreja

Irmã Debora, Monja trapista
Irmã Debora, Monja trapista

Aos Domingos, entre as 10h e as 11h da manhã, a Renascença tem a Porta Aberta para homens e mulheres com histórias únicas, que a vida levou por caminhos diferentes… Amigos de Deus!

É em Palaçoulo (Miranda do Douro) que se ergue agora um novo mosteiro ainda em construção: o Mosteiro de Santa Maria Mãe da Igreja - um Mosteiro da Ordem Cisterciense da Estrita Observãncia. Ali vivem dez mulheres, todas italianas, entre os 36 e os 83 anos. Chegaram a Portugal em 2020, para responder a um chamamento de Deus e assumem no seu dia-a-dia o lema de São Bento: 'Ora et Labora', 'Reza e trabalha'.

É cuidando do enorme pomar, recentemente plantado, confeccionando doces e biscoitos para vender, que estas mulheres garantem o seu sustento. As monjas tiveram desde a primeira hora o apoio da população local e abrem portas, na hospedaria, aos peregrinos que as procuram, sedentos de silêncio e de recolhimento, em busca de Deus.

À conversa com a Dina Isabel e o António Freire, no Porta Aberta, a Irmã Debora contou um pouco da sua história e falou das 'Pequenas Grandes Coisas' da vida monástica.

Oiça esta edição do Porta Aberta nesta página e aproveite ainda para subscrever o podcast deste e de outros programas da Renascença AQUI.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.