Tempo
|

Renascença Ouve +
A+ / A-

Sexta-feira, 10 de setembro de 2021

D. António Couto


Boa Noite - 10/09/2021
Boa Noite - 10/09/2021

Quando contemplo os céus,

Obra das tuas mãos,

A lua e as estrelas que lá colocaste,

O que é o homem, Senhor, para te lembrares dele,

O filho do homem para que sobre ele te debruces com carinho?

O mundo que criaste, Senhor, é belo e está cheio de amor.

Cada tempo, cada estação, respira beleza.

Como são belos os raios de sol, os grãos de chuva,

As nuvens como brancos rebanhos colorindo os campos e o céu,

Os teus filhos, felizes, ocupados nas vindimas,

Tempo de festa, de dança, de roda, de alegria.

Só nos estorva um pouco

A traça desta pandemia,

Que nos tolhe os movimentos,

Nos rouba os amigos,

E nos afoga em melancolia.

Concede-nos, Senhor,

Por favor,

Que a tua graça possa vencer esta traça.

Faz-nos mais atentos e humildes,

Para sabermos ver,

Agradecidos,

Que também a nossa inteligência,

A ciência e a técnica,

Têm em Ti a sua fonte.

Abre-nos, Senhor, um novo horizonte.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.