Tempo
|
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022

Renascença Ouve +
A+ / A-

Quarto do Fundo

​Fomos ao Quarto do Fundo para antecipar o próximo ano letivo


O que é urgente fazer para garantir a recuperação das aprendizagens e o que é importante implementar no contexto escolar, são alguns dos temas de conversa com a Ordem dos Psicólogos Portugueses nesta edição do Quarto do Fundo.

Quarto do Fundo - Manhã Manhã - 22/05/2021

O próximo ano letivo é um ano de desafios, para que todos os alunos possam recuperar as matérias depois dos sucessivos confinamentos. E também é um ano de oportunidades para a educação, nomeadamente em relação às tecnologias e à forma como estas podem estar ao serviço da aprendizagem, mesmo em ensino presencial. Outro dos temas que está em cima da mesa, quando se fala no novo ano letivo, é a valorização da saúde emocional de crianças e jovens, professores e outros profissionais, no contexto escolar.

Nesta edição dedicada à educação, um tema que nos importa a todos como pais e como sociedade, a Carla Rocha convidou Marisa Carvalho, Presidente do Conselho de Especialidade em Psicologia da Educação da Ordem Psicólogos Portugueses e docente na Universidade Católica Porto.


Aos sábados às 8h40 a Carla Rocha convida um psicólogo para conversar sobre a nossa saúde emocional. Como podemos gerir todos os desafios que a pandemia nos tem colocado diariamente, nas mais diversas dimensões da nossa vida? Em cada conversa, uma estratégia prática para reforçar a nossa mente.

O Quarto do Fundo é uma parceria da Renascença com a Ordem dos Psicólogos Portugueses.
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.