Tempo
|

Renascença Ouve +
A+ / A-

Conteúdo Patrocinado

Um Minuto pelo Planeta com a Ana Galvão

04/01/2021 • Ana Marta Domingues


Boas práticas que vão fazer a diferença no seu dia-a-dia e, sobretudo, na proteção do planeta

Começar um novo ano tem este sabor incrível a recomeço e, por isso, mais esperança num futuro que todos desejamos que seja mais verde!

Em 2021 é possível sonhar com a salvação do planeta e responder aos apelos de vários líderes mundiais para que, perante o estado de emergência climática em que nos encontramos, possamos cuidar o melhor possível desta nossa casa comum.

No Minuto pelo Planeta, n’As Três da Manhã da Renascença, a Ana Galvão, com apoio da Vulcano, dá-lhe sugestões que podem fazer a diferença no seu dia-a-dia, nas suas finanças e, sobretudo, na proteção do planeta. Não perca, às Quartas-feiras depois das 09h00.

Começar o ano a plantar uma árvore, por exemplo, seria sem dúvida uma boa ação, que contribuiria para uma maior eficiência energética nas nossas vidas. Mas há muito mais a fazer.

- Descubra a importância de reduzir gases poluentes como o NOx:

Efeito de estufa, o buraco na camada de Ozono e chuvas ácidas são alguns dos maiores pesadelos dos ambientalistas. E os gases poluentes que nós emitimos são os principais culpados. Deixar o carro na garagem o máximo de tempo possível, aumentar a eficiência energética das nossas casas, evitar os plásticos são tudo pequenos gestos que no dia-a-dia podem realmente salvar o planeta. Mas não só. Conhecer o inimigo é sempre boa ideia... Todos já ouvimos falar em CO2, mas sabia que há muito mais gases poluentes além do Dióxido de Carbono? O Óxido de Enxofre, o amoníaco e o Óxido de Nitrogénio são alguns deles. Os óxidos de nitrogénio, então, são mesmo catastróficos: prejudicam o nosso sistema respiratório, contribuem para as chuvas ácidas e buraco na camada de Ozono.

Um bom passo na direção de um futuro mais verde e mais respirável seria diminuir as emissões de NOx. Podemos começar a fazê-lo já hoje em nossa casa sem perder o conforto de um banho quente, por exemplo. Muitas marcas de eletrodomésticos já perceberam, graças à sua evolução tecnológica e ambiental, que é preciso mudar. Os novos esquentadores da Vulcano com baixas emissões NOx são o melhor exemplo disso, já os conhece? Lembre-se, no caso do próximo esquentador que comprar, que um futuro mais verde faz parte da Vulcano e descubra as soluções da marca.

Salvar o planeta é possível. Mas, para isso, temos que pensar e agir mais verde: na forma como nos deslocamos, no que comemos, como aquecemos as nossas casas. E estar atento às novidades. A Vulcano tem esquentadores com baixas emissões NOx. Têm uma elevada eficiência energética e ainda permitem uma enorme poupança de gás. Com o Esquentador Sensor Compacto 2 a temperatura é selecionada grau a grau, o que poupa no consumo de gás.

Um futuro mais verde faz parte da Vulcano. E no que toca à redução de gases poluentes como o NOx, vale a pena saber mais.

(emissão 20-01-2021)


- Comece a apostar em energias limpas e renováveis:

Nestes dias mais frios de Inverno aproveite e, antes de ligar aparelhos, tire pelo menos um minuto para pensar no planeta.

Infelizmente, a nossa enorme atividade energética tem sido desastrosa para o ambiente nas últimas décadas. É uma das principais causas da emissão de gases poluentes para a atmosfera, aumentando o efeito de estufa. Por causa da nossa dependência energética, a camada de gases que protege a terra foi ficando mais espessa, os raios solares com cada vez maior dificuldade em transpor essa barreira, e o resultado tem sido o aquecimento global.

Os cientistas têm feito vários avisos ao mundo sobre a tragédia que se avizinha se não mudarmos os nossos hábitos. Uma solução para travar o desastre é recorrer a energias limpas e renováveis. As mais conhecidas são as que vêm do sol e do vento. Mas também há a força das ondas e das marés, a biomassa e a energia geotérmica…

O que é que podemos fazer cada um de nós em suas casas? Muito. Na verdade, até já estamos a fazer! Sabia que Portugal é um dos países da União Europeia que mais utiliza energias renováveis? Segundo dados recentes do Eurostat, estamos até acima da média. Enquanto em 2019 as energias renováveis representaram 22,1% do uso total de energia usado na União Europeia, em Portugal esta percentagem foi de 41,6%, quase o dobro. Portugal é agora o 7º país entre os 28 Estados-membros que mais consome energia através de fontes renováveis. Em primeiro lugar está a Suécia, que utiliza 66,1% de energia limpa.

Usar energias limpas e renováveis como fazem marcas como a Vulcano, por exemplo, para aquecer e arrefecer as nossas casas, é um passo certo para o futuro. A Vulcano aposta nas energias renováveis com painéis solares térmicos eficientes, seguros e ecológicos, de fácil e rápida instalação. Utiliza as mais inovadoras soluções de água quente. Não foi por acaso que nasceu o slogan “Um futuro mais verde faz parte da Vulcano”.

Tire Um Minuto Pelo Planeta, descubra como a sua casa pode ser mais eficiente do ponto de vista energético. Ainda por cima o Estado apoia essa mudança, sabia?

Está na hora de começarmos a mudar o futuro do nosso planeta a partir das nossas próprias casas. Comece por apostar em energias limpas e renováveis. A energia solar pode ser utilizada de várias formas em sua casa, não só no aquecimento da água. E, para quem fizer essa aposta, ainda há 70% de comparticipação por parte do Estado na compra de vários equipamentos. É o caso das bombas de calor e dos sistemas solares térmicos Vulcano.

A bem do Planeta vale a pena saber mais aqui.

(emissão 13-01-2021)


- Aprenda a aumentar a eficiência energética da sua casa e a poupar o ambiente:

- O ideal seria instalar painéis solares. Mas se não puder depender só da energia solar, não faz mal. Deixe simplesmente o sol entrar em sua casa: pode aproveitar a luz e o calor para iluminar as várias divisões e aquecê-las no inverno. No verão, feche portadas e janelas durante o dia e abra-as só de noite, para refrescar a casa.

- Invista em bons materiais e no seu isolamento térmico. Lembre-se que portas mal calafetadas e chaminés também deixam entrar o frio.

- Substitua as lâmpadas incandescentes pelas de baixo consumo, como as LED. São mais caras mas duram anos e gastam muito menos.

- Apague todas as luzes desnecessárias e desligue os equipamentos em stand-by.

- Encha bem as máquinas da loiça e da roupa e só as ponha a funcionar quando estiverem na carga máxima.

- Estenda a roupa ao ar livre para secar.

- Não coloque alimentos quentes no frigorífico e evite estar sempre a abri-lo e a fechá-lo.

- Se vive num prédio, use as escadas e deixe o elevador para os dias em que vem carregado das compras.

- Troque os seus velhos eletrodomésticos por equipamentos com a etiqueta A, A+ ou A++, que são os mais eficientes.


Isto é muito importante: na hora de comprar eletrodomésticos, tenha em conta a alta eficiência enérgica dos equipamentos que escolher. Convém que sejam amigos do ambiente, como os esquentadores Vulcano.

São estes novos hábitos, tão simples, que em 2021 vão fazer a diferença na sua vida e na do planeta, lembre-se deles.

(emissão 06-01-2021)


Esquentadores Vulcano, um futuro mais verde faz parte da Vulcano :

Quando se trata do futuro do planeta, as suas escolhas fazem a diferença! Na hora de comprar eletrodomésticos para sua casa tenha em conta a alta eficiência enérgica dos equipamentos que escolher. Convém que sejam amigos do ambiente. Com maior eficiência energética, poupa o ambiente e os consumos em sua casa. É possível aquecer a sua casa e a sua família sem aquecer ainda mais o planeta. Ao optar por equipamentos com inteligência verde vai estar a proteger mais o planeta. A elevada eficiência energética da nova geração de Esquentadores Vulcano, com baixas emissões NOx, permite poupar até 35% em gás e ainda poupa o ambiente. A Vulcano cuida de si e do seu futuro! Saiba mais sobre esta nova geração de esquentadores Vulcano em Vulcano.pt!

Lembre-se: Um futuro mais verde faz parte da Vulcano.


Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.