|

 Casos Ativos

 Suspeitos Atuais

 Recuperados

 Mortes


Renascença Ouve +
A+ / A-

Quinta-feira, 09 de julho de 2020

Maria Teresa Frazão


Boa Noite - 09/07/2020
Boa Noite - 09/07/2020

De julho havíamos de dizer férias, sol, cigarras

Havíamos de preparar rotas e destinos
Teríamos projetos, tempo sem tempo, ao fundo o mar.
Teríamos o sol a escorrer pelos pinhais
Leituras vagarosas.
E os dias escorrendo como a areia
Mas afinal estamos em julho sem projeto
São outras as palavras
E há um talvez apenas em surdina
Nem destinos, nem encontros, nem abraços
Nem a vida partilhada à volta de uma mesa.
Estamos em julho
Dizemos confinamento e distancia social, dizemos teletrabalho e tele escola.
Dizemos proteção, muita limpeza.
Falamos ao telefone. Voz sem rosto.
Os mais velhos estão tão sós.
E não os vemos.
Os hospitais estão cheios.
Nesta espécie de prisão, de pesadelo como dizer a ternura e o afeto?
Por Tua graça, Senhor, não deixes que os nossos dias se fechem em si mesmos.
Sopra eles o Teu Espírito
Que lhes há-de dar a Luz e a marca do Teu Reino.
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.