|

 Confirmados

 Suspeitos

 Recuperados

 Mortes


Renascença Ouve +
A+ / A-

Apoio Renascença

DeclareAção – Por festivais, eventos e espetáculos mais conscientes


Esta é a primeira declaração em que para “assinar” é preciso agir

Em 2019 realizaram-se 287 festivais de música só em Portugal, acumulando um total de 2,1 milhões de visitantes (dados do relatório anual da APORFEST). Com estes números podemos imaginar o impacto que estes eventos têm na economia e nas comunidades onde têm lugar, mas também perceber a responsabilidade em construir um mundo melhor e em divulgar e implementar atitudes positivas. É isso mesmo que se pretende com a iniciativa DeclareAção.

DeclareAção é, segundo o comunicado oficial, “um movimento nacional de consciencialização por um mundo melhor”. A iniciativa surge no ano em que Lisboa foi nomeada Capital Verde Europeia 2020 e pretende “desafiar a comunidade nacional a adotar comportamentos em prol de uma sociedade mais justa e equilibrada, utilizando as plataformas digitais e o seu potencial mobilizador como principal canal de convocação.”

As entidades promotoras desta iniciativa – promotoras de espetáculos, festivais e eventos em Portugal - procuram agora jovens de todo o país (entre os 16 e os 30 anos) para um workshop onde será criada uma “declaração de ações”. Nessa declaração serão reveladas 17 atitudes essenciais em áreas como as alterações climáticas, a reciclagem, a inclusão social, entre outras que contribuam para a construção de um mundo melhor.

Todos os jovens que estiverem interessados em voluntariar-se para participar devem fazer a sua inscrição até 31 de janeiro para o email participa@declareacao.com.


Entre as 15 entidades promotoras desta DeclareAção “fazem parte a Better World (promotora do Rock in Rio), Câmara Municipal de Loulé (organizadora do Festival MED), Câmara Municipal de Sines (promotora do FMM Sines), Everything is New (promotora do NOS Alive), Live Experiences (responsável pelo EDPCOOLJAZZ e ID NO LIMITS), MOT (organizadora do RFM SOMNII), Música no Coração (promotora dos festivais Galp Beach Party, Super Bock Super Rock, Super Bock em Stock, MEO Sudoeste, Sumol Summer Fest), PEV (promotora do MEO Mares Vivas), Pic Nic (promotora do NOS Primavera Sound), Ritmos (promotora do Vodafone Paredes de Coura), Sons em Trânsito e Câmara Municipal de Faro (organizadores do Festival F), Surprise & Expectation (EDP Vilar de Mouros), APEFE e APORFEST”. Estas entidades procuram agora desafiar outras empresas e entidades públicas e privadas, de todos os setores, que partilhem desta ideologia e que se queiram juntar à causa.

Esta é a primeira vez que as entidades promotoras de espetáculos, festivais e eventos em Portugal se juntam para lançar uma iniciativa de âmbito nacional. E porque ficar pelas palavras não chega, DeclareAção é a primeira declaração em que para “assinar” é preciso agir.

Fique atento. Em março vamos divulgar as 17 atitudes que servirão de base a esta DeclareAção.

Saiba mais na página oficial: www.declareacao.com/

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.