|

Renascença Ouve +
A+ / A-

Apoio Renascença

A inquietação de Pedro Cabrita Reis para ver em Serralves

25/11/2019 • Ana Marta Domingues


20 anos depois a obra de Pedro Cabrita Reis volta a habitar o Museu de Serralves numa exposição única, autobiográfica e de grande escala

Pedro Cabrita Reis faz parte da história do Museu de Arte Contemporânea de Serralves e agora está de regresso a casa com uma obra que fala de si, do que o inspira e inquieta.

20 anos depois da sua primeira exposição, "Da Luz e do Espaço", inaugurada a 19 de Novembro de 1999 no então novíssimo Museu de Arte Contemporânea, o artista volta agora a "casa" com liberdade para criar e habitar um espaço que lhe é totalmente familiar. Cabrita Reis ocupou dois pisos do Museu e o resultado foi uma "exposição/instalação total" de um artista considerado único no panorama internacional da arte moderna.

Aceite o convite da Renascença para percorrer todo o espaço de uma exposição invulgar e descobrir como a arte se pode estender muito além dos lugares imaginados.

"Cabrita: A Roving Gaze (Um olhar inquieto)", mostra esse olhar sempre inquieto e artístico de Cabrita Reis.

Poesia, simplicidade, rudeza, elegância e combinações inesperadas são algumas das palavras e expressões que podem definir a obra de Pedro Cabrita Reis.

Descubra como a definiria visitando esta exposição e vendo por si mesmo ao vivo.


"Cabrita: A Roving Gaze (Um olhar inquieto)", é uma sugestão Renascença para ver em Serralves até dia 22 de Março.


Saiba mais aqui e aproveite as visitas orientadas à exposição:


26 JAN (DOM) 12h00

Por Raquel Sambade, educadora

15 FEV (SÁB) 15h30

Por Laredo, Associação Cultural (Língua Gestual Portuguesa)

22 MAR (DOM) 12h00

Por Joana Mendonça, educadora


Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.