Renascença Ouve +
A+ / A-
Apoio Renascença

O futuro das adições e dependências em debate em Lisboa

22/10/2019 • Ana Marta Domingues


Porque a produção e transmissão de conhecimento nestas áreas é fundamental, esta é uma oportunidade imperdível para profissionais, investigadores e especialistas que trabalham com o tema das adições.

Drogas, álcool, tabaco, jogos, écrans… Há muitos comportamentos aditivos e dependências, mas é possível combatê-los e encontrar novas estratégias para o fazer. Por isso, esta semana, de 23 a 25 de outubro, especialistas de vários países analisam o futuro das adições numa conferência única. A Lisbon Addictions é o principal fórum cientifico internacional sobre o tema. Já vai na terceira edição e decorre no Centro de Congressos de Lisboa, este ano com um recorde absoluto de 1300 participantes de 80 nacionalidades.

“The future of addictions: new frontiers for policy, practice and science “ é o tema desta terceira Conferência Europeia sobre comportamentos aditivos e dependências.

Centenas de participantes, portugueses e estrangeiros, participam em quase 850 apresentações distribuídas por 150 sessões que vão desde plenários, big debates, workshops e visitas guiadas a e-posters.

Mais de 20 peritos e profissionais de renome internacional contribuem com o seu conhecimento em vários painéis e apresentações. Canábis, opiáceos, álcool, dependência de écran, tabaco e novas substâncias psicoativas estão entre os temas a abordar. Desde as políticas internacionais e intervenções, aos direitos humanos e à apresentação de dados científicos, o futuro das adições está em debate em Lisboa, nesta Lisbon Addictions.

Uma oportunidade única de trabalho em rede para investigadores, profissionais e especialistas de vários países. As políticas relacionadas com os comportamentos aditivos e com adições, novos desafios e áreas em desenvolvimento, vão cruzar-se em Lisboa. Esta será também uma verdadeira montra da investigação de ponta para ajudar a caracterizar, compreender e responder aos problemas relacionados com os comportamentos aditivos e as dependências.


PROGRAMA:

João Goulão, diretor-geral do SICAD e Alexis Goosdeel, diretor do EMCDDA, o Observatório Europeu da Droga e da Toxicodependência, iniciarão os trabalhos com uma sessão de boas-vindas.

As sessões plenárias dão o mote no início de cada dia:

· Plenary I: New frontiers to addiction science

· Plenary II: Learning from the past to meet the challenges of the future

· Plenary III: Horizons in addiction science


Os big debates que, em cada dia, abordam os temas do momento:

· Will changes in cannabis policy result in greater costs or greater benefits?

· Industry friend or foe? Can industry contribute to better addiction science, policy and actions?

· How do we get greater involvement of civil society and affected communities in shaping addiction research, policies and practice?


Track do projeto FuturiZe - terá lugar na ”Futures Zone” onde decorrerão as sessões com foco nas tendências e tópicos voltados para o futuro, incluindo a área digital, políticas futuras de drogas, formas de monitorização inovadoras e novos horizontes terapêuticos. Neste local, terão lugar demonstrações de tecnologia, de redação participativa, e workshops interactivos.

Este projeto disponibilizou bolsas a 120 profissionais que, de outro modo, não teriam podido participar no evento.


Durante a conferência, a revista científica The Lancet vai lançar um novo conjunto de artigos especialmente elaborados pelos principais investigadores que analisam criticamente a evidência global sobre problemas relacionados com as drogas (The Lancet Series on Drug Use).


INFORMAÇÕES:

Consulte aqui o programa completo e descarregue aqui a app da Conferência.

Centro de Congressos de Lisboa


Toda a Conferência decorre em língua inglesa.


Organização:

Uma Conferência pioneira, de interesse público, organizada pelo SICAD - Serviço de Intervenção nos Comportamentos Aditivos e nas Adições e pelo EMCDDA - Observatório Europeu da Droga e da Toxicodependência, em colaboração com o jornal científico Addiction/Sociedade para o Estudo das Adições (Addiction/SSA); e a Sociedade Internacional de Editores de publicações sobre Adições (ISAJE).


Co-produção:

Os seis co-produtores desta edição são: European Federation of Addiction Societies (EUFAS); International Network on Hepatitis in Substance Users (INHSU); International Society for the Study of Drug Policy (ISSDP); International Society for the Study of Behavioural Addictions (ISSBA); Society for the Study of Addiction (SSA) e o projeto FuturiZe, financiado pela União Europeia. Cada um destes parceiros criou um programa de atividades em torno de tópicos selecionados (“thematic tracks”).

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.