Opinião de Ribeiro Cristovão
A+ / A-

​Boas notícias

22 mai, 2019 • Opinião de Ribeiro Cristovão


Não se confirma que o Futebol Clube de Arouca tenha pedido a insolvência e Jeremy Mathieu fica mais um ano ao serviço do futebol português.

Da noite de ontem sobram pelo menos duas boas notícias: não se confirma que o Futebol Clube de Arouca tenha pedido a insolvência do clube e procedido ao despedimento coletivo dos seus jogadores de futebol, e Jeremy Mathieu fica mais um ano ao serviço do futebol português.

Numa semana em que vai haver seguramente temas mais aliciantes e propícios à discussão, estes registos merecem destaque especial.

Como sabemos, a notícia relacionada com a situação no Arouca mereceu ontem destaque de primeiras páginas. E o caso, a confirmar-se, não seria para menos.

É bom recordar o percurso dos arouquenses nestes últimos tempos: em seis anos conseguiu subir do escalão distrital à primeira divisão do futebol português, onde se afirmou pela positiva, tendo chegado, inclusive, a participar numa competição europeia.

Depois, os alcatruzes começaram a inverter a marcha, e eis que o clube beirão volta a uma situação desagradável, com a despromoção ao futebol não profissional.

Claro que, mesmo reconhecendo que nos tempos atuais não vai ser fácil, cabe aos dirigentes do FC Arouca tudo tentar para conseguir o regresso a um escalão superior, que a terra e os seus adeptos merecem. Veremos até que ponto vão ser capazes de o conseguir.

Mas, para já, fica a boa notícia: não há insolvência nem despedimento coletivo. É que de chagas por sarar, está o futebol português cheio.

Jeremy Mathieu é, reconhecidamente, um valor acrescentado que chegou ao nosso campeonato, tendo demonstrado a sua superior qualidade ao longo de dois anos.

Não obstante algumas lesões que o afetaram em determinados períodos, o ex-Barcelona fez o suficiente para que seja considerado como um dos melhores defesas-centrais que atuam entre nós.

O futebol português também se prestigia que a presença de jogadores de classe.

E o francês é um deles…

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.