A+ / A-

Terça-feira, 14 de maio de 2019

Isabel Figueiredo


Bom Dia - 14/05/2019
Bom Dia - 14/05/2019

Bom dia. Quando aquelas duas amigas se encontraram, o que tinham para partilhar era difícil de aceitar. Uma doença incurável, um casamento terminado…mas conseguiram falar de esperança. Conseguiram dizer uma à outra que é possível encontrar um sentido, até para o que não se entende. Porque a esperança em Deus não cura todas as doenças, nem resolve todas as ruturas… mas ilumina o que parece escuro, torna capaz de olhar mais e mais longe. A esperança faz acontecer a presença de Deus, na vida da humanidade.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.