Renascença Ouve +
A+ / A-

Já pode ouvir a Renascença e todos os podcasts também no seu carro


As rádios do Grupo Renascença Multimédia são as primeiras em Portugal disponíveis em Android Auto e Apple Carplay.

Dê boleia à Joana Marques nas viagens de carro. Com a aplicação da Renascença já pode ouvir o Extremamente Desagradável, e todos os outros podcasts da sua rádio, no automóvel.

Todas as viagens podem tornar-se Extremamente Desagradáveis na companhia da Joana Marques com a aplicação da Renascença no carro.

A aplicação da Renascença, disponível desde Agosto de 2018 para smartphones, pode ser utilizada também nos automóveis que tenham instalados os sistemas Android Auto e Apple Carplay

Se já tem a aplicação da Renascença instalada vai ser ainda mais fácil ouvir-nos no automóvel. Para além da emissão vai poder ouvir o Extremamente Desagradável, o Conselho de Diretores, a Tertúlia Bola Branca e todos os outros podcasts da Renascença.

Esta nova etapa faz parte da estratégia anunciada de transformação digital da rádio, que o Grupo Renascença Multimédia tem vindo a realizar. É mais um produto da parceria com a 7egend, a agência de transformação digital de Cristiano Ronaldo.

Para Nelson Pimenta, Director Digital do Grupo Renascença Multimédia, “A nossa meta é simplificar a vida dos ouvintes e fãs das nossas marcas. Procuramos ir ao seu encontro em todo lado, agora especialmente no seu local de escuta de rádio preferido – o carro”.

Para além de poder ouvir a emissão da Renascença e todos os podcasts, a aplicação irá adicionar uma importante inovação: não será necessário sair da aplicação escolhida para se ter acesso às outras rádios do grupo.

A aplicação da Renascença está disponível para Android e iOS, instale-a agora no seu smartphone.

Aqui ficam as respetivas ligações:
Disponível no Google Play
Disponível na Apple Store
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.