Opinião de Ribeiro Cristovão
A+ / A-

Pobre? É pouco

04 fev, 2019 • Opinião de Ribeiro Cristovão


Anima-se o campeonato, já que o Benfica passou a depender apenas de si próprio. E recomenda-se igualmente muita atenção ao Sporting de Braga.

Gorou-se a expectativa daqueles que anteviam um Sporting-Benfica muito competitivo e equilibrado com resultado final difícil de prognosticar.

Ao contrário, a realidade mostrou-nos um desequilíbrio evidente durante toda a partida e um resultado favorável ao Benfica que poderia ter sido ainda mais dilatado.

Uma noite para esquecer em Alvalade? Nem por isso.

É que depois de amanhã temos uma outra edição do grande derby lisboeta, embora de características completamente diversas.

Desde logo, porque o jogo terá como palco o estádio da Luz, e depois porque faz parte de uma competição completamente diferente, a Taça de Portugal.

No jogo de ontem, a pobre exibição leonina, que poderia ter ficado marcada por muito piores consequências, deixou à vista um conjunto de jogadores na sua maioria sem qualificação para envergar uma camisola tão prestigiada como aquela que ostenta o símbolo do leão.

O próprio treinador do Sporting, o holandês Marcel Kaizer, reconheceu no final do “desastre” que qualificar a exibição da equipa que comanda como “pobre, é pouco”.

Não seriam necessárias mais palavras para tirar o retrato a um jogo tão desequilibrado.

No entanto, a análise não pode ser tão redutora. E simplesmente porque à escassa valia do grupo leonino há que juntar inevitavelmente alguma incapacidade do seu técnico.

O modelo de jogo idealizado para a difícil partida com o Benfica, a escolha do onze inicial e, sobretudo, as substituições operadas, ou a falta delas, são da sua inteira responsabilidade.

E é tudo isso que começa a suscitar dúvidas sobre a sua capacidade.

Fazendo uma bela exibição, em especial na primeira parte, o Benfica justificou amplamente o festival com que brindou Alvalade e que lhe permitiu reduzir a diferença para o comandante da classificação, o Futebol Clube do Porto, que, entretanto, não foi capaz de sair de Guimarães com mais do que um magro ponto.

Por tudo isto, anima-se o campeonato, já que o Benfica passou a depender apenas de si próprio. E recomenda-se igualmente muita atenção ao Sporting de Braga, que também tirou proveito do empate dos dragões, e está agora apenas a um ponto do Benfica e a quatro do líder FCPorto.

Por outro lado, o Sporting deixou de ver o título no horizonte, tal á a distância que o separa do trio da frente.

Quem, da parte dos leões, pensava na possibilidade de chegar à Liga dos Campeões do próximo ano, é melhor tirar daí o sentido.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • o croquete
    04 fev, 2019 Lisboa 11:23
    Mas então o plantel formado pelo fabuloso Sousa Cintra agora é fraco? pois é normal que seja fraco quando se dispensa o melhor GR do plantel Viviano , não se quer Coentrão para LE e se contrata entulho ao nível do Arrentela como Gudlej e Diaby por 13 milhões aí se fosse o BDC a afirmar como o actual presidente golpista que o plantel é de reduzida qualidade o que diria a CS ?