A+ / A-

​Festival de Gastronomia de Santarém


De 26 de outubro a 4 de novembro, descubra Santarém enquanto prova Portugal.

São muitas as razões para participar no 38º Festival Nacional de Gastronomia de Santarém, mas o facto de ser o maior e mais antigo festival gastronómico de Portugal é uma razão de peso. São já 38 edições de um festival onde a experiência e a tradição são já imagens de marca.

São 10 dias para celebrar o património gastronómico português com tasquinhas, artesanato, doçaria, vinho, cozinha ao vivo e provas harmonizadas.

Para a noite estão reservados quatro banquetes que, só por si, são quatro experiências gastronómicas inesquecíveis.

“O Banquete”
é um restaurante “pop-up" que revela o génio criativo de três chefes distinguidos com Estrela Michelin, e de um chefe revelação ribatejano em quatro jantares exclusivos e surpreendentes.

Dias 26 e 27 de Outubro e dias 2 e 3 de Novembro, no Festival Nacional de Gastronomia de Santarém, viva a experiência deste “Banquete” preparado pelos chefes Tiago Bonito, Vitor Matos, Joachim Koerper e Rodrigo Castelo.

De 26 de outubro a 4 de novembro, Santarém será, sem dúvida, a capital da gastronomia e a Renascença convida-o a passar por lá e experimentar o melhor do património gastronómico português

Informações:
Organização: Viver Santarém
Produção: Essência do Vinho


Horários:
Restauração | Salão de Vinhos | Artesanato | Agro Produtores | Doçaria

26 Outubro a 3 de Novembro: 12h00 - 24h00
4 Novembro:12h00 -16h00

Praça do Petisco
26, 27 e 31 Outubro, 2 e 3 de Novembro: 12h00 - 01h00
28, 29 e 30 de Outubro e 1 de Novembro: 12h00 - 24h00
4 Novembro: 12h00 -16h00

Recinto Exterior | Bar
26, 27 e 31 Outubro, 2 e 3 de Novembro: 12h00 - 02h00
28, 29 e 30 de Outubro e 1 de Novembro: 12h00 - 01h00
4 Novembro: 12h00 -16h00


Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.